Sociedade

PM ASSASSINA

PM mata publicitária com tiro na cabeça em São Paulo

segunda-feira 13 de fevereiro de 2017| Edição do dia

Um soldado da Polícia Militar de São Paulo, uma das mais assassinas do mundo, matou Maria Cláudia Pedace, 33 anos, com um tiro na cabeça, neste domingo (12), na Vila Ré, zona leste da capital. Maria estava com a filha de 3 anos e o namorado no carro, quando foi atingida pelo policial. De acordo com testemunhas o caso aconteceu depois de uma discussão entre o namorado de Maria e um grupo de pessoas, entre elas o PM que matou a jovem.

Segundo a versão da polícia, o namorado de Maria teria atropelado o pé de uma mulher que estava num posto de gasolina na rua Itinguçu na madrugada de domingo. Depois disso essa mulher teria chamado amigos, incluindo o policial que estava no local. O policial teria tentado fazer com que o namorado de Maria parasse o carro, ele não parou e saiu do posto, neste momento o soldado, que não teve o nome divulgado, atirou e acertou Maria na cabeça.

O PM fugiu e depois de algum tempo se apresentou no batalhão onde trabalha e foi detido. O soldado, que foi levado para presídio militar Romão Gomes, no Tremembé, na zona norte, será julgado sob a acusação de homicídio doloso, mas por outros militares em juri especial. Até agora o acusado se negou a prestar depoimento, segundo a polícia civil.

A mulher que teve o pé atropelado e ficou com ferimentos leves disse que o namorado de Maria teria tentado atropelar ela e os demais presentes no posto, já um motorista de Uber que presenciou a cena disse que o motorista do carro onde estava a jovem atingida e sua filha tentava sair do posto e estava sendo perseguido por um grupo.

Na semana passada (9), outro policial assassinou o vendedor ambulante João Joaquim de Souza, 54, na Barra Funda. O policial estaria perseguindo um suspeito de roubo e e disparo no peito de Souza. Neste caso, o policial que prestou depoimento foi liberado. Há dezenas de casos onde a polícia revela sua cara assassina. Tragicamente, Maria e João são mais dois casos entre as uma a cada 4 mortes sob responsabilidade da polícia do Estado.




Tópicos relacionados

PM São Paulo   /    Sociedade   /    violência policial

Comentários

Comentar