Sociedade

COLÔMBIA

Ato em apoio à luta na Colômbia ocorreu hoje em SP

O ato ocorreu hoje, 6, pela manhã em frente ao Consulado da Colômbia em São Paulo, Itaim Bibi, em apoio à luta do povo colombiano que nas últimas semanas esteve nas ruas lutando fortemente contra os ataques de Ivan Duque, aliado de Bolsonaro, e contra a brutal repressão do governo. O Esquerda Diário e movimentos sociais estiveram presentes, confira.

quinta-feira 6 de maio| Edição do dia

O ato convocado pela CSP-Conlutas e outras entidades aconteceu hoje, 6, em frente ao Consulado da Colômbia em São Paulo, Itaim Bibi, para prestar solidariedade ao povo colombiano que vem lutando fortemente nas últimas semanas contra os ataques de Ivan Duque, aliado de Bolsonaro, e contra a brutal repressão do governo e sua polícia aos trabalhadores e a juventude em luta. O ato contou com cerca de 50 pessoas incluindo movimentos sociais, partidos de esquerda e centrais sindicais. O Esquerda Diário, o movimento Nossa Classe, a juventude Faísca estiveram presentes.

Saiba mais: O que está acontecendo na Colômbia?

Confira a fala da professora Marcela Campos, militante do movimento Nossa Classe e do Pão e Rosas hoje no ato:

Confira a fala da estudante da USP e militante da Faísca e Pão e Rosas, Giovana:

Marcello Pablito, trabalhador da USP e dirigente do MRT, disse em seu chamado ao ato de hoje: “O que acontece na Colômbia é um alerta para o governo e o regime brasileiro que também querem descontar a crise e a pandemia nas nossas costas. Por isso nos levantamos ao lado de nossos irmãos e irmãs colombianas porque a classe operária é uma só e sem fronteiras”.

As mobilizações na Colômbia vem sacudindo o continente americano e o mundo não à toa, os trabalhadores e a juventude vem mostrando sua potência dia após dia utilizando dos métodos históricos da luta da classe trabalhadora contra seu governo podre. A Greve Geral que ocorreu é um exemplo disso, pararam o país, no domingo as mobilizações fizeram Ivan Duque retroceder na aplicação da Reforma Tributária.

Os ventos colombianos mostram o caminho para nossa luta aqui no Brasil contra Bolsonaro, os militares e golpistas.

É inspirados nessa força que poderemos dar uma resposta dos trabalhadores e oprimidos à pandemia, à fome e ao desemprego. Nossa luta é agora e não em 2022. Por isso, é extremamente necessário que as Centrais Sindicais como a CUT e a CTB ( dirigidas pelo PT e PCdoB) rompam com seu imobilismo e unifiquem e organizem os focos de resistência que ocorrem no país para golpearmos Bolsonaro, os militares e golpistas com a força da nossa luta e mobilização, por fora das instituições e atores do regime do golpe que só fazem nos atacar e reprimir ainda mais como com a Lei de Segurança Nacional que ainda mantém Rodrigo Pilha preso ou com a polícia que assassinou cerca de 25 pessoas hoje em Jacarézinho no Rio de Janeiro.

Leia também: Precisamos lutar pela revogação integral da LSN e liberdade imediata para Rodrigo Pilha

Todo apoio à luta do povo colombiano! Todo apoio à luta da classe trabalhadora internacional!




Tópicos relacionados

Internacional   /    Colombia   /    Trabalhadores   /    Sociedade   /    São Paulo   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar