Sociedade

VACINAÇÃO

Queiroga mente e fala que 18% da população está imunizada, sendo que só 7,49% tomaram 2 doses

Na manhã desta segunda-feira (03) o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga em entrevista, mais que dobrou o número de vacinados contra covid-19. Segundo o ministro o Brasil já teria imunizado cerca de 18% da sua população com as duas doses da vacina, mas segundo aponta levantamento – apresentado pelo UOL – com dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde, apenas 7,49% da população recebeu as duas doses do imunizante.

segunda-feira 3 de maio| Edição do dia

Foto: Fotos Públicas

"O Brasil já imunizou 18% da sua população com as duas doses da vacina. Estamos muito entusiasmados com a perspectiva de vacinar toda nossa população até o final do ano. Estou tranquilo em relação a essa previsão, associada à ampla campanha de vacinação que já estamos fazendo em parceria com estados e municípios", disse Queiroga após uma reunião fechada na Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo)

A necessidade mascarar e inflacionar os números de vacinados, vem para tapar o buraco que o Ministério da Saúde deixou ainda em março, quando mudou a orientação que previa o armazenamento de imunizantes para a segunda dose e autorizou que todas as vacinas armazenadas pelos estados e municípios fossem utilizadas imediatamente como primeira dose.

Leia Mais: Após Governo não reservar 2ª dose, municípios limitam imunização por falta de imunizantes

Após mais de um ano de uma política negacionista do governo Bolsonaro, que atrasou e boicotou a chegada de vacinas e insumos para a produção, o ministro da Saúde tenta esconder a falta dos imunizantes para a população. Enquanto isso os governadores como João Dória estava fazendo demagogia com as poucas doses das vacinas, que não eram nem suficiente para os trabalhadores da área da saúde. Agora o governo federal tenta tapar o buraco deixado com mais mentiras, enquanto isso a classe trabalhadora segue morrendo em massa.

Leia Também: Com falta de vacinas, 2021 já matou mais que 2020: quebra das patentes para vacinar todos já

Como apontam os dados do levantamento do consorcio de veículos de imprensa, 15.869.985 pessoas receberam as duas doses das vacinas AstraZeneca e CoronaVac, esse número corresponde a cerca de 7,49% da população do país. Em relação aos vacinados com pelo menos uma dose da vacina o total chega a 31.875.681, que equivale a 15,05% da população brasileira. Os dados são do levantamento feito na noite do dia 02 de maio pelo consórcio.

O ministro também falou sobre a previsão de vacinar todos os brasileiros ainda em 2021, Queiroga afirmou que o Brasil está prestes a fechar um novo contrato com Pfizer para com mais 100 milhões de doses do imunizante,

"Ou seja, o Brasil terá a disposição de sua sociedade 200 milhões de doses da vacina Pfizer. Isso equivale a imunizar cerca da metade de sua população ainda esse ano porque esse segundo contrato prevê para o mês de outubro já 35 milhões de doses da Pfizer", afirmou o ministro.

O ministro, tentando ainda amenizar a falta de vacinas e os números de mortos que em 2021 já é maior que todo 2020, disse durante o encontro na Fiesp que o Brasil “é o quinto país que mais distribui doses da vacina. Dessa forma, o governo Bolsonaro tenta esconder sua óbvia responsabilidade nas 400 mil mortes ao inflar números e mentir para a população.

Leia Também:400 mil mortes no Brasil: é urgente a quebra de patentes e vacina para todos!




Tópicos relacionados

Vacinas para Todos e Quebra de Patentes   /    CPI da Covid   /    MORTES COVID-19   /    Vacina contra a covid-19   /    Vacina   /    Vacinação   /    COVID-19   /    Sociedade   /    Política

Comentários

Comentar