Mundo Operário

EXPLORAÇÃO DO TRABALHO

Exploração: aumentam também as demissões por "justa causa" em trabalhos home office

Segundo artigo do Valor, advogados trabalhistas relatam aumento de consultas sobre demissões por justa causa. A mesma nota afirma que a maioria dos trabalhadores tem "se adaptado bem" e "tido maior produtividade", ou seja, mais exploração com menor custo para as empresas.

quarta-feira 12 de agosto| Edição do dia

Imagem: assufrgs

A grande ilusão dos benefícios de se trabalhar em casa, trazidos pela automatização do processo produtivo, foi escancarada nessa pandemia. Trabalhadores e, principalmente, trabalhadoras estão em suas casas, porém nada nem ninguém escapa da ditadura do patrão e dos lucros.

Com a difusão da nova modalidade, a vida pessoal e o trabalho se fundem em uma coisa só, sem jornada fixa e sem compensação de hora extra.

Com isso, as empresas aproveitam para implementar uma espécie de trabalho "just-in-time". E "ai" do trabalhador que não se subordinar... É demitido por justa causa.

A advogada do grupo Palópoli & Albrecht Advogados afirma: "alguns acabam não cumprindo com suas obrigações e infelizmente confundindo home office com férias". Esse é o mesmo grupo de advogados que defende a MP 905 de Bolsonaro, que abre brechas para que empresas não arquem mais com acidentes de trabalho.

Segundo o IPEA, estima-se que 8,7 milhões de trabalhadores tiveram que se readequar com trabalho remoto.
Além de estarem lucrando mais, explorando mais e com menos custos, como internet, luz, água, higiene, etc, as empresas também ganham brechas para demitir sem arcar com os custos da demissão.

A tecnologia, se não estiver controlada pelo e para o trabalhador, necessariamente estará voltada a aumentar a exploração, será uma ferramenta a mais para jogar a crise capotalista nas costas dos trabalhadores.




Tópicos relacionados

pandemia   /    Demissão   /    Trabalho Precário   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar