Juventude

FAÍSCA

Venha debater marxismo e questão ambiental com a Juventude Faisca no RJ

"Por que o capitalismo é incapaz de resolver os problemas ambientais?" Juventude Faísca - Anticapitalista e Revolucionária organiza grupos de estudo sobre a questão ambiental na perspectiva marxista.

sexta-feira 30 de agosto| Edição do dia

Enquanto assistimos pasmos a enorme devastação do meio ambiente pelo insaciável apetite de lucro do sistema capitalista, especialmente na destruição da floresta amazônica pelas mãos do criminoso agronegócio brasileiro, que recebeu livre conduto do governo Bolsonaro para avançar ainda mais contra a natureza em nome de seus lucros, a torna-se cada vez mais claro que o sistemas capitalista não é capaz de oferecer uma solução à crise ecológica que ele mesmo criou. Pelo contrário, esse sistema, baseado na lógica irracional da busca por exploração cada vez maior, é fundamentalmente incompatível com a sustentabilidade do mundo.

O mundo inteiro vê a floresta amazônica, maior depósito de biodiversidade do planeta, sendo destruída a passos rápidos pelos capitalistas do agronegócio. Enquanto, no Brasil, Bolsonaro representa os interesses dessa casta podre de latifundiários assassinos e envenenadores, contra ele se voltam tipos como Emmanuel Macron, representante dos interesses do capital imperialista, sem falar de seu próprio agronegócio local, agem para submeter o Brasil ainda mais diretamente ao jugo imperialista, sempre buscando benefícios para seus próprios monopólios da produção de alimentos, como a Bayer-Monsanto franco alemã.

Leia mais: Amazônia: espremida entre a fúria do agronegócio, Bolsonaro, e do imperialismo europeu

Frente a esses dois lados, ambos representantes do interesse em seus próprios lucros, e ambos incapazes de prover qualquer resposta para o crise gritante que vivenciamos, querendo só tomar para si os benefícios privados da exploração, em detrimento do próprio equilíbrio ecológico do planeta, a Juventude Faísca leva adiante uma perspectiva marxista e revolucionária, que encara como a lógica anárquica do capital só pode levar ao aumento da exploração e devastação, e que este é incapaz de contar a destruição do planeta, que ele mesmo causa.

É com essa perspectiva, e com o intuito de discutir e construir uma saída socialista para a crise ambiental que a Faísca chama todas e todos a participarem dos grupos de estudo sobre marxismo e questão ambiental! Venha discutir conosco na Universidade Federal do Rio de Janeiro, dia 03/09 e na Universidade Federal Fluminense, dia 04/09!

A Juventude Faísca busca contribuir com uma visão marxista dos nossos tempos, como concepção materialista da história e crítica da economia política, e, por tudo isso, como um guia para ação e um arsenal contra a extrema direita.

Frente aos desafios do presente, esse aprofundamento teórico, especialmente sobre uma questão tão latente, é absolutamente fundamental.

Participe dos grupos de estudos marxistas!

UFRJ - Terça feira (03/09), 17h30 - No Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, no centro do Rio, sala 106

UFF - Quarta feira (04/09), 17h30 - Campus Gragoatá, bloco F, sala 205




Tópicos relacionados

Amazônia   /    Governo Bolsonaro   /    Imperialismo   /    Faísca - Juventude Revolucionária e Anticapitalista   /    UFRJ   /    Rio de Janeiro   /    Juventude

Comentários

Comentar