×

URGENTE | TJ-SP mantém despejo do acampamento Marielle Vive em meio a pandemia e crise

Nesta terça-feira (23), o Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu pela manutenção do despejo de mais de 450 famílias do acampamento Marielle Vive do MST na região de Valinhos. Uma decisão absurda, que deixa centenas de famílias na rua em meio a pandemia e a crise econômica, sem nenhum apoio e que escancara mais uma vez a que serve o poder judiciário.

terça-feira 23 de novembro | Edição do dia

A terra foi ocupada pois há vários anos o grupo Fazenda Eldorado Empreendimentos Imobiliários não cumprem a função social da terra, degradam o solo e o meio ambiente. Enquanto lucram com a especulação de terras, milhares de famílias no país não tem onde morar pois sofrem com a especulação imobiliária.

A decisão do TJ-SP escancara que a justiça está ao lado dos poderosos e da burguesia, e para fazer cumprir seu lado dá aval para o despejo de famílias carentes em meio a pandemia e a crise econômica, onde o desemprego afeta mais de 15 milhões de brasileiros e o trabalho precário, somado a inflação, que atinge mais fortemente os trabalhadores negros, vai deixando cada vez mais difícil viver como vemos com as filas do osso pelo país.

Esse judiciário está ao lado de Dória e Bolsonaro quando se trata de aplicar os ataques aos trabalhadores, como vemos também nacionalmente quando dão aval para a reforma trabalhista e a terceirização irrestrita.

Sobre a decisão do TJ-SP, Flávia Telles, professora da rede pública de Campinas repudia essa ação:




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias