Juventude

UFRN

Residência da UFRN infestada de ratos, cupins e baratas, devido ao desprezo da Reitoria

Dezenas de estudantes que moram na Residência Universitária Biomédica da UFRN estão tendo que conviver com infestação de ratos, cupins e baratas, por causa do descaso e falta de responsabilidade da Reitoria.

sexta-feira 22 de janeiro| Edição do dia

Imagem: PROAE

Desde o começo de 2020 a Residência não recebe as dedetizações semestrais e com a saída de uma parte dos estudantes por causa da pandemia, a Reitoria da UFRN está deixando os estudantes que permaneceram aos ratos, cupins e baratas.

A situação é de abandono, são realizadas somente limpezas no pátio externo, quartos estão trancados há meses, o que está prejudicando a estrutura da Residência e das mobílias dos estudantes. Essa situação afeta a vida de cada estudante residente que realiza aula prática, estágio, dos diversos cursos da área da Saúde no HUOL, além da sujeição de contrair doenças endêmicas, como dengue.

Isso se deve pela inclusão da dedetização na suspensão dos serviços públicos desde o ano passado, como justifica a Reitoria por sua assessoria de comunicação, segundo o portal Tribuna do Norte, que promete, diante da precariedade, realizar a limpeza na próxima segunda (25).

A reitoria da UFRN tem desprezado brutalmente as condições dos estudantes, como foi denunciado recentemente que estudantes passam fome pelo atraso de 20 dias do repasse do auxílio instrumental.

Segundo o pró-reitor de Assistência Estudantil Prof. Edmilson, a prioridade do momento é atender as demandas burocráticas do MEC, do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Pró-reitoria de Planejamento (PROPLAN).

Base disso é o ensino remoto, no qual a Reitoria constrói seu passe-livre de precarizar cada vez mais as condições dos estudantes. O ensino remoto avançou na UFRN e ao redor do país seguindo uma agenda precarizante da educação pelo MEC e o governo Bolsonaro e Mourão, assim como nas universidades estaduais que em São Paulo estão sob ataque de João Doria (PSDB) e cuja continuidade pública é ameaçada pela Reforma Administrativa de Rodrigo Maia.

Dedetização e desratização imediatas da Residência! É urgente exigir o pagamento imediato de todos os auxílios e organizar os estudantes para enfrentar o autoritarismo da reitoria e governo reacionário e negacionista de Bolsonaro. A universidade deveria estar a serviço das necessidades da classe trabalhadora e não deixando os estudantes aos ratos, cupins e baratas, passando fome.




Tópicos relacionados

Teto de Gastos   /    Reforma Administrativa   /    Governo Bolsonaro   /    UFRN   /    Reitoria   /    Natal   /    golpe   /    Moradia   /    Golpe institucional   /    Movimento Estudantil   /    Juventude

Comentários

Comentar