Política

RIO DE JANEIRO

Para sair da prisão, Cabral avalia delação premiada

Com poucas chances de ganhar habeas corpus, o ex-governador tenta ganhar liberdade com novas denúncias.

sexta-feira 27 de janeiro de 2017| Edição do dia

Preso desde o ano passado, Sérgio Cabral busca com seus advogados uma maneira para se livrar das celas de Bangu 8, construídas durante sua gestão. Segundo declarações dada para o jornal O Estado de São Paulo, um acordo de delação premiada envolvendo a liberdade do ex-governador e sua mulher, Adriana Ancelmo, é a proposta mais aceita entre seus advogados.

Recentemente Cabral trocou de advogado, colocando Sérgio Riera como principal defensor. Riera já fechou acordos de delação premiada para o PMDB. O colega de cela de Cabral, Hudson Braga, ex-secretário de Obras do Rio de Janeiro, também já comunicou o interesse em acordo de delação.

Sob Cabral pesam denúncias de mesadas de quase 1 milhão de reais pelas empreiteiras Andrade Gutierrez e Carioca Engenharia. São 3 mandatos de prisão espedidos pelas operações Calicute, Eficiência e Lava-Jato.




Tópicos relacionados

Operação Lava-Jato   /    Sérgio Cabral   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar