×

Violência policial | Homem negro paraplégico é violentamente arrastado pela polícia racista nos EUA

Homem negro informa que é paraplégico para policias e por isso não poderia sair do carro. Após ameaçarem, os policiais o arrastam para fora do carro pelo os cabelos e mobilizam o rapaz. O ocorrido foi em 30 de setembro.

segunda-feira 11 de outubro | Edição do dia

Vídeo que circula pelas redes sociais, mostra um homem negro paraplégico sendo agredido por policiais no estado de Ohio nos EUA. O vídeo mostra Clifford Owensby, de 39 anos, sendo parado pelos policiais que exigem que ele saía do carro para ser revistado. Owensby afirma que é paraplégico e não pode sair do carro. Em seguida, de forma bastante violenta, os policiais arrastam ele para fora do carro puxando pelos os cabelos, como pode se ver no vídeo abaixo.

Ao recusar sair do carro, Owensby pede a um policial que chame um “camisa branca” (um superior). O policial responde dizendo: “O negócio é o seguinte, vou puxar você para fora e depois chamar uma camisa branca”. Em seguida o policial de forma mais ofensiva fala para Owensby: “você pode cooperar e sair do varro ou vou arrastá-lo para fora. Você vê suas duas opções aqui? Em seguida ele é arrastado para fora e imobilizado.

O Departamento de Polícia da cidade de Dayton em Ohio, afirmou que os dois policiais faziam parte de uma investigação de narcóticos na região, e o carro de Owensby, foi visto saindo de uma casa onde supostamente ocorria o tráfico. Após a agressão, os policiais não registraram nenhum crime contra ele.

Esse é mais um caso de violência policial que ocorrer contra negros e negras nos Estados Unidos. O mesmo país onde a polícia assassinou ano passado George Floyd, após um policial ficar 9 minutos ajoelhado em seu pescoço. A morte de Floyd gerou revolta a nível mundial, gerando uma forte mobilização de ruas durantes meses no país e pelo mundo todo. Assassinados e repressões como essa segue ocorrendo nos EUA, assim como no Brasil onde os negros são constantemente vítimas das balas da polícia nas favelas e periferias.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias