Sociedade

CORONAVÍRUS | SUBNOTIFICAÇÃO

Governo Dória mantém orientação assassina de sub-notificar casos do COVID-19

O Governo Doria, via Secretaria de Saúde de SP, está mantendo orientação para notificar apenas os casos graves do novo coronavírus, e casos em profissionais da saúde, mantendo um quadro grave e assassino de subnotificação, colocando em risco a vida de milhões de pessoas

quarta-feira 8 de abril| Edição do dia

A Secretaria de Saúde de São Paulo vai manter a absurda orientação que foi repassada a hospitais e postos de saúde, de conscientemente manter a subnotificação dos casos de coronavírus, somente notificando casos graves do COVID-19. Assim, diversas pessoas que foram e que serão futuramente, testadas e apresentarem sintomas leves, seguirão de fora das estatísticas do governo.

O Esquerda Diário denunciou a decisão de subnotificação da prefeitura de Covas, no dia 2 de abril, seguindo as diretrizes do Governo do Estado, de João Doria.

Segundo o portal G1, o coordenador de Controle de Doenças da secretaria estadual, Paulo Menezes, declarou que essa orientação segue, e que só serão notificados casos de pacientes internados ou casos em profissionais da saúde, e ainda diz que as orientações estariam alinhadas com as recomendações do Ministério de Saúde.

Não bastasse isso, Paulo Menezes conta ainda que muitos dos casos confirmados nos balanços diários, podem ser de pacientes que fizeram testes a semanas, apenas tendo as notificações agora. Isso quando não são os pacientes já falecidos que não tiveram resultados de seus testes.

A escolha do Governo Doria é uma decisão assassina e consciente de manter mais baixos do que a realidade o número de contaminados, enquanto manda para suas casas pacientes que muito provavelmente estão contaminados, sem quaisquer tipos de garantias.

Um dos maiores problemas do enfrentamento ao vírus hoje é a subnotificação, que impede de haver qualquer tipo de controle real do número de contaminados, e de garantir os cuidados aos que necessitam e evitar a propagação, afinal grande parte dos transmissores, são exatamente aqueles de apresentam sintomas leves, ou então são assintomáticos. E mesmo assim a escolha dos governos é de agravar a subnotificação e desperdiçar testes, num momento em que devemos testar cada vez mais e mais.

Por isso é necessário exigir dos governos que parem imediatamente de sub-notificar casos, em nome de manter as aparências de sua “política de combate” ao coronavírus, que se diferencia de Bolsonaro por defender o isolamento, mas não apresenta nada para além disso, e mantém pessoas morrendo sem sequer serem testadas, assiste o número de leitos de UTI cair, e a iminência do colapso do sistema de saúde.

Mas é preciso exigir dos governos também que se teste massivamente a população já! Chega de pessoas sendo enviadas as suas casas sem saber se estão ou não contaminadas! Enquanto milhões são deixados nas incertezas, os governos despejam seu dinheiro para salvar bancos e empresas, enquanto subnotificam as contaminações, e deixam em risco a vida da classe trabalhadora.




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Bruno Covas   /    João Doria   /    Sociedade   /    Saúde

Comentários

Comentar