Política

CINISMO

Enquanto a fome e a miséria aumentam no país, Bolsonaro convoca “dia de jejum pelo bem da nação”

O país ultrapassa os 312 mil mortos pela COVID-19, com a população amargando no desemprego e na fome devido à inflação no custo de vida que só cresce. Enquanto isso, o presidente negacionista Bolsonaro foi às suas redes pedir cinicamente por um “dia de jejum pelo bem e liberdade da nação”.

segunda-feira 29 de março| Edição do dia

Imagem: Reprodução

Na noite deste domingo (28) o presidente negacionista Bolsonaro fez um chamado nas suas redes por um “dia de jejum” enquanto a fome bate na porta dos trabalhadores. “Seguiremos lutando com todas nossas forças contra o vírus e o desemprego”, disse o mesmo presidente que chamou a pandemia de “mimimi”, “frescura” e viabilizou o aumento do desemprego com a conhecida “MP da morte”.

O país já ultrapassou as 312 mil mortes, com mais um novo recorde na média móvel de mortes: 2.598. Enquanto isso, a miséria aumenta e o auxílio emergencial ofertado pelo governo de Bolsonaro e Mourão em acordo com os golpistas é de R$ 150 reais, o que não paga nem mesmo uma cesta básica.

Veja também: Ódio ao governo Bolsonaro cresce e chega a 49% em meio a enorme crise econômica e sanitária

Atualmente, o brasileiro gasta em média mais da metade (54,23%) de seu salário mínimo líquido para pagar a cesta básica, que ficou 33% mais cara sob Bolsonaro. Como relatou a professora Maíra Machado, os trabalhadores estão sendo obrigados a escolher entre utilizar o insuficiente auxílio emergencial para comprar comida ou pagar o gás de cozinha. Enquanto isso, a resposta de Bolsonaro para essa situação é um "dia de jejum pelo bem da nação".

Pode te interessar: Auxílio de R$150 não paga uma cesta básica. Que seja de um salário mínimo e o dobro para as mulheres já!




Tópicos relacionados

Bolsonaro   /    MP 936 de Bolsonaro e Paulo Guedes   /    MP 936   /    Auxílio emergencial   /    Governo Bolsonaro   /    Fome   /    Jair Bolsonaro   /    Desemprego   /    Política

Comentários

Comentar