×

Rio de Janeiro | Encontro de trabalhadores do Esquerda Diário: fortalecer uma voz da luta dos trabalhadores

Nesse sábado as 14hs acontecerá um novo encontro de trabalhadores do Esquerda Diário, desta vez estadual, do Rio de Janeiro, procurando aprofundar os debates para fortalecer uma voz da luta e da organização dos trabalhadores.

quarta-feira 28 de julho | Edição do dia

No dia 26/6, mais de 200 trabalhadores de todo país se reuniram para debater a situação da classe trabalhadora hoje no Brasil e como potencializar a mídia para dar ainda mais voz às denúncias, lutas e política da classe trabalhadora. Foram muitos os trabalhadores do Rio de Janeiro que participaram e queremos aprofundar esse debate entre os trabalhadores cariocas e fluminenses.

Desde o encontro há um mês não deixaram de acontecer coisas que chamam a atenção dos trabalhadores. Vimos com escândalo a fila para receber ossos em açougues em Cuiabá, escancarando a fome e miséria crescente que passam os trabalhadores não somente lá mas aqui no Rio também. O desemprego, o subemprego e a inflação roubam os trabalhadores.

Também nos roubam qualidade de vida com trabalhos cada vez mais exaustivos, mais precarizados, que é o que os empresários e o imperialismo querem com as privatizações, reforma administrativa e outros ataques. Para atacar a classe trabalhadora os de cima estão todos juntos, os militares, Bolsonaro, Guedes, os tucanos, Paes, todos eles querem privatizações, terceirização e tudo isso.

Desde o último encontro o Esquerda Diário esteve junto dos trabalhadores, continuando a dar voz ao que a mídia esconde. Se naquele encontro tivemos depoimentos emocionantes de trabalhadores que o plano de saúde não atendia na Embraer ou de terceirizados da CIEDS aqui no Rio sem salário, desde então publicamos quase uma centena de outras denúncias, como a de maqueiros terceirizados sem salário no Carmela Dutra no Rio ou do acidente fatal com uma gari que a Comlurb mudou de local de trabalho, não ofereceu treinamento e veio a óbito, e desde então a empresa sob responsabilidade de Eduardo Paes varreu o caso para debaixo do tapete.

Nas últimas semanas tivemos mais protestos contra o governo Bolsonaro, mas ao mesmo tempo vemos como apesar do aumento de sua impopularidade os ataques seguem acontecendo, porque eles não acontecem só pelas mãos de Bolsonaro mas de todo o regime político. A vontade de ir às ruas que vimos nas passeatas não pode ser contida com saídas institucionais que colocariam um racista como Mourão na presidência ou achando que vai ser o STF, FHC, a Globo que vão querer algo de bom para os trabalhadores. Nós trabalhadores precisamos dar uma saída independente, batalhando por um plano de luta concreto que faça nossa força ser ouvida, que possa impor outro caminho a sindicatos que seguem à risca o plano de conciliação com os golpistas de Lula como aqueles dirigidos pela CUT/PT, ou são vendidos a governos e empresas como vemos na Comlurb e lutar para uma greve geral contra Bolsonaro, Mourão e todos ataques, como discutimos no encontro nacional do mês passado.

Para dar voz a essas lutas que te convidamos para o encontro que realizaremos esse sábado. Venha junto ajudar a erguer uma política da classe trabalhadora e aprofundar muito mais o Esquerda Diário como uma voz dos trabalhadores. Nessas últimas semanas aprofundamos as transformações que estamos tendo no portal, criando a “comunidade do esquerda diário” para aumentar a interação e difusão dessas ideias, produzindo novos materiais em vários formatos multimídia, ajudar a que essas ideias cheguem em mais locais de trabalho como fizemos nessas panfletagens que mostramos aqui, nessa panfletagem no Hospital Pedro Ernesto da UERJ, e aqui, em diversas unidades da Petrobras.

Para participar do encontro, presencial ou virtualmente escreva para +11 97750-9596




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias