CRISE DE ABASTECIMENTO NO RJ

Falta de água já atinge 20 bairros e 3 cidades no RJ. Governo é responsável!

Após as atividades da Estação de Tratamento de Água do Guandu, na Baixada Fluminense, terem sido interrompidas pela CEDAE nesta segunda-feira (03/02) por conta da presença de detergente na água que chega à estação de tratamento, moradores de 20 bairros do Rio e três cidades da Baixada já reclamam da falta d’agua em suas casas. A estação é responsável por 80% do abastecimento da cidade do Rio.

terça-feira 4 de fevereiro| Edição do dia

Os bairros afetados pela falta d’agua na Zona Norte são Del Castilho, Encantado, Vigário Geral, Méier, Ramos, Inhaúma, Madureira, Bento Ribeiro, Piedade e Pilares. Na Zona Oeste do Rio há reclamações de moradores dos bairros de Santa Cruz, Vargem Grande, Jacarepaguá, Campo Grande, Taquara, Senador Vasconcelos, Realengo, Santíssimo, Sulacap e Vargem Pequena. Os municípios da Baixada afetados são Nova Iguaçu, Belferd Roxo e Mesquita.

A companhia informou que as atividades serão retomadas de forma gradual nesta terça-feira e que, para algumas regiões com ruas altas, o abastecimento poderá levar até 72 horas para voltar ao normal completamente. O pesadelo da população carioca quanto a qualidade da água é uma realidade desde o começo de 2020 e ainda sem solução.

Essa crise da água no Rio de Janeiro é a expressão da brutalidade das políticas de privatização de Witzel e sua corja capitalista. Centenas de famílias estão sendo afetadas há semanas e agora não estão recebendo o básico para a sobrevivência: água limpa em suas torneiras. Para barrar essa ganância desumana é preciso lutar por uma CEDAE 100% estatal e que seja gerida pelos próprio trabalhadores, os únicos capazes de atender profundamente todas as demandas da população.




Tópicos relacionados

Wilson Witzel   /    CEDAE   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar