×

Covid-19 | Frente à sobrecarga, médicos de SP cogitam greve por falta de profissionais e não-pagamento de horas extra

Categoria exige contratação de profissionais para reforçar as equipes de atendimento primário e pagamento das horas-extra devidas pela sobrecarga. Assembleia nesta quinta-feira (13) pautará greve.

quinta-feira 13 de janeiro | Edição do dia

Cerca de 1.600 profissionais da saúde da rede municipal de São Paulo estão afastados por adoecimento em meio ao avanço da variante Ômicron e da gripe influenza. Nas redes estadual e privada ocorrem situações semelhantes, com 10% dos profissionais da rede privada afastados por adoecimento.

Os médicos que atendem as Unidades Básicas de Saúdes, responsáveis pelo Atendimento Primário à Saúde, se reunirão em assembleia às 19h30 desta quinta-feira (13) para decidir se entram em greve para reivindicar contratação de profissionais e pagamento das horas.

Os que não estão afastados enfrentam sobrecarga pela falta de profissionais. Diante do desfalque das equipes, os profissionais que continuam na ativa relatam que além do trabalho dobrado de atender com uma equipe desfalcada, acabam tendo que estender a jornada e trabalhar todos os sábados.

Veja também: É preciso contratações emergenciais para saúde já!

Isso porque além dos afastamentos, a nova onda de infecções tanto de Covid como de gripe está sobrecarregando o sistema de saúde, que além da falta de profissionais sofre com a falta de medicamentos e testes.

Não bastasse a precariedade das condições de trabalho, os profissionais sequer estão recebendo as suas horas-extra, devidas pela extensão dos horários de trabalho e pelos sábados adicionais trabalhados.

A organização dos trabalhadores da saúde é fundamental e deve ser fortalecida pelos sindicatos e centrais sindicais. A luta destes profissionais com o apoio da sociedade é a única forma de enfrentar o despreparo orquestrado pelos governos federal, estaduais e municipais, que em 2 anos de pandemia não avançaram em reverter o quadro de falta de profissionais, leitos, unidades de atendimento básico, estoques de testes, medicações e todos insumos necessários para o enfrentamento de novas ondas da pandemia.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias