×

Privilégios | Exército vacina secretamente agentes da Abin enquanto maioria da população não é vacinada

Ao menos 130 agentes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) foram imunizados sem aval do Programa Nacional de Imunizações.

quarta-feira 21 de julho | Edição do dia

Foto: Pedro Ladeira/FolhaPress

O Ministério Público Federal (MPF) confirmou os casos de fura-fila na vacinação de 130 funcionários da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), que teriam se imunizado junto com militares da ativa, em Brasília.

De acordo com o inquérito do MPF, instaurando em 25 junho, que investiga a vacinação privilegiada das Forças Armadas, revelou que o Exército atuou diretamente na vacinação desses agentes ao recebeu uma lista sigilosa com os nomes dos funcionários a serem vacinados.

Veja também: "Quando falei de virar jacaré; podia virar bambi" debocha Bolsonaro sobre vacina

Os agentes da Abin não tinham permissão do Plano Nacional de Imunização (PNI) para se vacinar pois segundo o órgão apenas militares das Forças Armadas e das forças de segurança fazem parte dos grupos prioritários.

Enquanto o país chega a mais 540 mil mortes por Covid, a maioria da população amargando o desemprego, a fome e sem acesso a vacina, mais uma vez o governo Bolsonaro e as Forças Armadas escancaram seus privilégios as custas das vidas dos trabalhadores e da população pobre.

Pode te interessar: Guedes atuou para atrasar compra de vacinas, enquanto milhares de brasileiros seguem morrendo




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias