Sociedade

PENA DE MORTE

Deputado bolsonarista defende enforcamento em praça pública de líderes do tráfico

Deputado bolsonarista defende assasinato em comissão de segurança pública. O Sargento Fahur (PSD-PR), mesmo que tuitou comemorando as mortes da chacina de Jacarezinho, nesta quarta-feira (9) disse que é a favor do enforcamento em praça pública dos líderes das facções PCC e Comando Vermelho sobre ataques ocorridos nos últimos dias em Manaus (AM).

sexta-feira 11 de junho| Edição do dia

Foto: Reprodução/Twitter

Leia Também: Deputado bolsonarista comemora chacina do Jacarezinho: “Que alegria esta notícia”

Fahur também disse “enquanto não temos esse tipo de lei, nós devemos mantê-los presos em presídios federais. Isolados do mundo aqui fora”. O encarceramento em massa, como é a política defendida pelo deputado, atinge de forma brutal a população negra que é a mais atingida pela violência policial.

Leia Mais: Massacres nos presídios de Manaus: Quem morre e quem lucra com a guerra às drogas?

A pena de morte no Brasil não permitida, e não é usada desde a proclamação da republica de forma oficial para crimes civis, sabemos que a defesa desse tipo de pena, assim como a falsa guerra as drogas é mais uma forma de opressão e assassinato do povo negro e periferico.




Tópicos relacionados

Violência   /    Violência Estatal   /    Bolsonaro   /    Guerra às Drogas   /    Crime Organizado   /    Sociedade   /    Violência policial

Comentários

Comentar