Mundo Operário

ELEIÇÕES SINTUSP

Debate: Por que a chapa 1 é contra fortalecer a unidade?

Declaração da Chapa 2: Nossa Classe que concorre nas eleições do sindicato dos trabalhadores da USP nos dias 27 e 28 de novembro.

terça-feira 26 de novembro de 2019| Edição do dia

O principal debate que está atravessando as eleições do Sintusp é sobre a unidade. Isso porque a categoria recebeu com surpresa a divisão dos lutadores diante destas eleições. Estamos em um governo Bolsonaro que exige a mais ampla unidade pra enfrentar os ataques, nenhum grupo pode se bastar por si só. Foi por isso que nós que hoje compomos a Chapa 2 propusemos em nosso 7º Congresso a proposta de avançar para uma chapa unificada de todos os lutadores. Os companheiros e companheiras que hoje compõe a Chapa 1 foram contrários a essa proposta.

Este rechaço à unidade está acompanhado de uma campanha sistemática dos companheiros da Chapa 1 contra a proposta de proporcionalidade, que há muitos anos viemos defendendo em nossos Congressos. A proporcionalidade, que existe hoje em muitos sindicatos, significa permitir que todas as chapas estejam na Diretoria de acordo com sua quantidade de votos. Não é uma única chapa que se perpetua durante a gestão como responsável pelo Sindicato, mas sim todas as chapas representando assim cada voto dos trabalhadores. Ninguém fica excluído, nenhum trabalhador se sente não-representado na diretoria do Sintusp, aumenta a identificação de todos com o sindicato, ele e nossa luta ficam mais fortes.

Estas duas posições dos companheiros da Chapa 1, contrários a avançar para uma chapa unificada, e contrários a proporcionalidade querendo que apenas eles estejam na Diretoria sozinhos, são posições que vão na contra-mão de defender a unidade da categoria. A verdade é que a Chapa 1 vem dedicando sua campanha a combater as propostas de unidade que fizemos, mas em sua campanha inteira não há ao menos uma proposta de unidade.

Insistimos com os companheiros da Chapa 1 a necessidade de batalharem junto conosco pela unidade. Chamamos a reverem a posição e defender conosco a proporcionalidade em nosso Congresso Estatutário. Como já apontamos, em caso de vitória de nossa Chapa 2, vamos propor um dispositivo transitório para que os companheiros da Chapa 1 possam já nesta gestão compor a Diretoria proporcionalmente aos seus votos. Essa seria uma decisão dos trabalhadores, em seu Congresso Estatutário que é soberano. Os companheiros podem ser contrários, ainda que lamentemos essa posição. Mas não podem dizer que os trabalhadores não têm o direito de decidir em nosso Congresso, se apoiando em argumentos de "viabilidade técnica".

Pela unidade dos lutadores!

- Para saber o conjunto das ideias defendidas pela Chapa 2, acesse: Chapa 2 Nossa Classe: Em defesa do Sintusp, da educação e dos trabalhadores

- Curta a página no Facebook e siga no Instagram para acompanhar a campanha!




Tópicos relacionados

Eleições SINTUSP   /    SINTUSP   /    USP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar