Educação

PROFESSORES SÃO PAULO

DENÚNCIA: Professores têm dia de salário descontado em São Paulo

sexta-feira 24 de fevereiro de 2017| Edição do dia

Após a conturbada escolha de aulas para os professores contratados da rede estadual de São Paulo, o caos ainda continua reinando. Após o governo Alckmin publicar a Resolução SE 72/2016, os professores que não possuem o total de sua jornada completo são obrigados a comparecer a todas as atribuições de aula, caso contrário perdem seus contratos.

O que é ainda mais absurdo é que o governo Alckmin está orientando as secretarias das escolas a darem falta aos professores que tiveram sua convocação publicada em Diário Oficial, descontando o dia de trabalho. Ou seja, o governo estadual além de dividir a jornada de milhares de professores em distintas unidades escolares ainda tem a cara de pau de os punir mais uma vez por obedecerem a uma situação que o próprio governo criou.

Esse é mais um motivo para os professores e professoras se mobilizarem para a paralisação do dia 8 de março às 14h no MASP. Façamos como as mulheres que em toda a América que estão se mobilizando! Sejamos uma força só contra Alckmin, Nalini e todos que precarizam a vida dos professores.




Tópicos relacionados

Professores São Paulo   /    Greve professores SP   /    Educação   /    Professores

Comentários

Comentar