×

Desemprego | Com desemprego em alta, falta emprego para 32,9 milhões de brasileiros, diz IBGE

Taxa composta de subutilização da força de trabalho subiu 29,3% no trimestre encerrado em maio, enquanto a taxa de desemprego atinge 14,6% da população.

sexta-feira 30 de julho | Edição do dia

Foto: Agência Brasil

De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta-feira (30), no houve trabalho para 32.964 milhões de pessoas no Brasil, no semestre terminado em maio.
Veja também: Para ocultar desemprego crônico, Guedes ataca IBGE: "na idade da pedra lascada"

Esse número de pessoas sem trabalho se refere a taxa composta de subutilização da força de trabalho, que inclui a taxa de desocupação, taxa de subocupação por insuficiência de horas, que trabalham menos do que gostariam, e a taxa da força de trabalho potencial, isto é, pessoas que não estão em busca de emprego mas poderia estar trabalhando.

A taxa composta de subutilização da força de trabalho subiu 29,3% no trimeste terminado em maio de 2021, no trimestre anteior o aumento foi de 29,2%. Em 2020, essa taxa chegou a 27,5% no trimeste terminado em maio.

Essa é a realidade da maioria da população, que frente ao avanço da pandemia tem que se enfrentar com a fome e o desemprego que já atinge 14,6% do brasileiros, de acordo com o IBGE. Situação de resposabilidade não só de Bolsonaro e de seu governo de militares, mas também do STF e Congresso, que tentam se diferenciar do Bolsonaro, mas seguem seu pacote de ataque contra os trabalhadores.

Editorial MRT: Fila do osso é símbolo da barbárie capitalista: por um plano de luta já




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias