Cultura

SÃO PAULO

"Cidade Linda" do Doria segue criminalizando pixadores e grafiteiros

Hoje a Guarda Civil Metropolitana prendeu cinco pixadores que pixaram xingamentos ao prefeito João Dória no muro da Praça da República. Após assinarem um termo os cinco pixadores foram liberados.

Gabriela Farrabrás

São Paulo | @gabriela_eagle

sexta-feira 20 de janeiro de 2017| Edição do dia

Após afirmar que pixo e grafite não são arte e começar o apagamento das intervenções pelos muros de São Paulo, prisões desses artistas começaram a ocorrer. Até o dia 18 de janeiro já eram 28 pixadores presos. Hoje a Guarda Civil Metropolitana prendeu cinco pixadores que pixaram xingamentos ao prefeito João Dória no muro da Praça da República. Após assinarem um termo os cinco pixadores foram liberados.

Mas isso é só o início; o pixo e o grafite sempre existiram contra a ordem vigente. Frente a política de Dória de criminalização o movimento irá aumentar, resistirá ainda com mais força, mais político (e sarcástico, como a imagem dessa matéria).

Mas a imagem do prefeito frente a um eleitorado que tem a mesma concepção de arte que esse será ainda mais valorizada. Aquele que se elegeu como Gestor e não político, é também ótimo marqueteiro de si mesmo e de uma política de direita que criminaliza a juventude.




Tópicos relacionados

João Doria   /    São Paulo   /    Cultura   /    Juventude

Comentários

Comentar