Sociedade

BOLSONARO AUMENTA EXPOSIÇÃO DE PRESOS À COVID

Bolsonaro veta obrigatoriedade de máscaras em presídios e “instituições socioeducativas”, expondo detentos à morte

Medida busca ampliar suas políticas genocidas contra a população negra e pobre no país.

segunda-feira 6 de julho| Edição do dia

A pandemia de Covid-19 no Brasil atinge de maneira muito diferentes ricos e pobres, brancos e negros. Os negros e os periféricos tem uma chance muito maior de contrair a doença e também sofrem com taxas de mortalidade mais altas que as populações brancas e de classe média ou alta.

No último dia 9 de junho, havia sido aprovado pelo Congresso um projeto de lei que obrigava o uso de máscaras em diversos espaços. Bolsonaro, na semana passada, vetou essa obrigatoriedade em espaços como igrejas, escolas e comércios, ou seja, espaços fechados onde elas seriam mais importantes.

Hoje (06/07), ele ampliou seu veto para incluir, entre outros lugares, presídios e instituições socioeducativas. Estes espaços são extremamente aglomerados, devido a superlotação, com pouca ou nenhuma ventilação, não sendo raros os relatos de presos que ficam no subsolo. São espaços que normalmente já possuem taxas de contágio para doenças respiratórias, como a tuberculose, muito acima da média nacional, e que podem ser focos para a Covid-19.

Os que se vê também são presos com sintomas demorando dias para serem isolados, testes faltando e as enfermarias dos presídios em condições precárias, com escassez de médicos, remédios e insumos básicos para tratar qualquer tipo de doença, que dirá um surto de Covid-19.

Por isso, esta é mais uma das políticas genocidas de Bolsonaro contra a população negra do país, que é desproporcionalmente representada na população carcerária. Devemos defender não só o uso de máscaras, como a liberação imediata de todos os presos provisórios (que são 40% do sistema carcerário, e se encontram detidos sem nenhum tipo de julgamento), daqueles que são grupo de risco e dos que cometeram crimes leves, bem como a progressão de pena imediata para os que têm direito. São medidas iniciais no combate a este sistema carcerário racista que serve para reprimir os negros e os trabalhadores e que deve ser abolido junto com a polícia.




Tópicos relacionados

Coronavírus e racismo   /    Coronavírus   /    Governo Bolsonaro   /    Presídio   /    Racismo   /    Encarceramento   /    Sociedade   /    Racismo

Comentários

Comentar