Professores da EMEF Nilce Cruz Figueiredo, na ZN, dão exemplo de luta

Professores organizam passeata pelas ruas da Zona Norte de São Paulo para informar e dialogar com a comunidade sobre a greve contra a Reforma da Previdência e os outros ataques do governo golpista contra os trabalhadores.

quarta-feira 29 de março de 2017| Edição do dia

Os professores da EMEF Nilce Cruz Figueiredo, no Lauzane Paulista, estão em greve desde 15/03 com adesão de quase 100%. Não bastasse já este grande exemplo, tem marcado presença nos atos e promovido o debate em sua comunidade sobre a greve e os ataques dos governos à Previdência Social e os direitos trabalhistas. Nesta quarta-feira, 29/03, por volta das 7h30, os professores saíram em passeata pelas ruas do Lauzane e região.

Durante a passeata, os professores dialogaram com a comunidade e distribuíram informativos esclarecendo sobre os impactos negativos das reformas trabalhista e da Previdência, buscando conscientizar a comunidade de que essa é uma luta de todos os trabalhadores. Ficou evidente o apoio da população à greve dos professores, que receberam buzinaços e palavras de apoio.

O trajeto da passeata incluiu a passagem por diversas escolas da região, do estado e do município, convidando os professores que ainda não aderiram à greve a se organizar e lutar. Foi assim na E.E. Marly Diva Bonfanti, na EMEF Marcílio Dias, na E.E. Joaquim Leme do Prado e na EMEF Marcos Mélega. Ao passarem pela E.E. Castro Alves um grupo entrou em comando de greve para dialogar com os professores durante o horário de intervalo, sinalizando para a importância de unificar trabalhadores do estado, do município e demais trabalhadores para barrar os ataques. Também foi realizada uma breve aula pública no largo da Av. Dr. Francisco Ranieri, próximo à EMEF Marcos Mélega. Após 3 horas de caminhada, a passeata se encerrou com o retorno à EMEF Nilce Cruz Figueiredo.

A mobilização dos professores da EMEF Nilce aponta para necessidade de unificar as lutas dos professores do estado e do município aos demais trabalhadores. Foi um exemplo de estratégia acertada para a construção do debate, da solidariedade e da luta dos trabalhadores a partir de cada comunidade.

Professores da EMEF Nilce Cruz Figueiredo, obrigada pelo belo exemplo de luta que deram nesta manhã de quarta-feira. #orgulhodesernilce




Tópicos relacionados

Professores São Paulo   /    Greve professores SP   /    Professores

Comentários

Comentar