Mundo Operário

PETROBRÁS

Petroleiros e sindicatos distribuem gás e gasolina à preços reduzidos em dia nacional contra a privatização da Petrobras

quinta-feira 4 de março| Edição do dia

Foto: Fup

Petroleiros e seus sindicatos iniciaram uma mobilização nacional contra o preço injusto dos combustíveis e contra a privatização da Petrobras. Enfrentando uma pressão privatista internacional facilitada pelos arroubos de Bolsonaro e Paulo Guedes, a empresa Petrobras segue segundo os interesses dos acionistas e das empresas privadas do Petróleo ao equiparar seu preço ao preço do Petróleo internacional, equiparação que ocorreu no governo Temer e que Bolsonaro não tem interesse nenhum de mudar por ser um capacho do capital financeiro.

Diversos sindicatos começaram a distribuir gás, gasolina, diesel, à preços justos não indexados ao preço internacional do Petróleo, para demonstrar à população um pouquinho do que poderia ser se a Petrobras fosse 100% estatal gerida pelos trabalhadores em aliança com a população.

Em São José dos Campos, o Sindicato de Petroleiros da FNP distribuiu gasolina à preço justo. Assista o vídeo:

O site da Federação Única dos Petroleiros divulgou os locais abaixo, aonde ocorreram e estarão ocorrendo as ações nas diversas regiões do país:

Quarta-feira, 03/03

Sindipetro ES – São Mateus: Gasolina para os 100 primeiros veículos que chegarem, a partir das 11h, com desconto de R$ 2,00 por litro, limitados a 20 litros por carro e 10 litros por moto, (Posto Mar Negro).

Quinta-feira, 04/03
Sindipetro CE/PI – Gasolina a preço justo em Fortaleza, por R$ 3,50 (limite de 20 litros por carro e 5 litros por moto).

Sindipetro PE/PB – 50 botijões serão vendidos q preço justo, em uma comunidade carente de Recife.

Sindipetro BA - Simões Filho (diesel a preço justo de R$ 3,09 o litro; a partir das 7h, no Posto BR Aratu, localizado na BR 324, para caminhoneiros autônomos, com limite de 100 litros por caminhão). Feira de Santana (a partir das 13h, gasolina a preço justo por R$ 3,50; no Posto Modelo, localizado na Av. Getúlio Vargas, 18 – Centro, com limite de 20 litros por carro e 5 por moto).

Sindipetro Norte Fluminense e Sindipetro Caxias – 300 botijões a R$ 40 no Conjunto Habitacional Dom Jaime Câmara, em Padre Miguel, Zona Oeste do Rio.

Minas Gerais Gasolina a preço justo, com limite de 20 litros por carro e 10 por moto, para motoristas de aplicativo.

Pará 100 botijões a preço justo para as mulheres da periferia de Belém.

Próximas semanas

Sindipetro RN – Ação entre os dias 8 e 12 de março, iniciando na cidade de Mossoró, com previsão de alcançar os principais municípios do estado. Serão 2 mil litros de combustível em Mossoró, para motoristas de transportes autônomos.

Sindipetro-RS - Dia 15 de março, a pedido do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), em uma comunidade de atingidos, em comemoração aos 30 anos do MAB. Serão 50 botijões a preço justo.

Fonte: FUP

Em tal situação em que a crise dos combustíveis é um tema acional, e que Bolsonaro e demais políticos do golpe fazem demagogia tentando impor uma saída que na prática vai encarecer o preço dos combustíveis com a entrega da estatal através da privatização, é muito importante que, em cada ação, os petroleiros coloquem abertamente uma saída operária e popular para esta crise, através de sua luta e greve contra as privatizações, propondo também a quebra da vinculação com o preço internacional, subsídio para os trabalhadores, os autônomos e o povo pobre que dependem do combustível para viver, através da defesa da Petrobras 100% estatal sob controle democrático dos petroleiros.

Veja também: AUMENTO DOS COMBUSTÍVEIS: Petroleiro explica os verdadeiros motivos pela alta de preços




Tópicos relacionados

Petrobras   /    Privatização da Petrobras   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar