×

Nova etapa | Esquerda Diário nova etapa: somos centenas de redatores em todo país

Amanhã o Esquerda Diário entra em uma nova etapa. Sua mídia anticapitalista e militante com novo layout, programação multimídia e redatores por todo o país para colocar a luta de classes na sua mão.

quarta-feira 14 de julho | Edição do dia

Conectando os extremos da BR-101, do Rio Grande do Norte ao do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, mas também o interior, em Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal e vários outros estados, o Esquerda Diário é construído todos os dias por centenas de redatores em todo país. Somos uma mídia independente, política e financeiramente, sustentada pela força dos nossos militantes e apoiadores que confiam em nosso potencial de ser uma ferramenta à serviço da luta de classes. Estamos sempre do lado dos explorados e dos oprimidos, sem rabo preso com a burguesia, com o Estado ou com os partidos que querem administrar a miséria capitalista em cima das nossas costas.

Somos trabalhadores das mais diversas categorias e jovens estudantes que dedicam suas forças militantes para trazer para você todos os dias uma cobertura completa da luta de classes e da política nacional e internacional, bem como semanários teóricos, de arte e cultura, e uma série de programas multimídia produzidos nos estúdios das nossas casas.

Por todo país, nossa equipe coloca sua força não só para construir e difundir esse trabalho nas redes, mas também está presente de corpo e alma em cada luta que se levanta.

Estamos nas ruas ao lado dos que querem combater o governo de Bolsonaro e Mourão, sem nenhuma confiança no Congresso e no STF, pilares desse regime que, apesar dos eventuais atritos, estão sempre unidos quando se trata de nos atacar.

Nos mobilizamos para estar ao lado das trabalhadoras e trabalhadores que entram em luta por seus direitos, contra privatizações e demissões em diversas categorias, como rodoviários, metroviários, professores, terceirizadas, petroleiros e na indústria.

Junto com o Pão e Rosas, estamos ao lado do movimento de mulheres e das dissidências de gênero e sexualidade, por aborto livre, legal e gratuíto, e contra a violência machista, patriarcal e LGBTfóbica que tira nossas vidas diariamente para manter um sistema intrinsecamente baseado na opressão.

Somos parte da juventude que luta ao lado dos trabalhadores contra os ataques que precarizam nosso futuro, com a Juventude Faísca fortalecendo essa aliança verdadeiramente explosiva e batalhando por uma universidade sem filtros sociais e à serviço da nossa classe!

Nós e o Quilombo Vermelho estamos com o povo negro contra o racismo e a violência policial, com cada jovem trabalhador precário que perde sua vida em cima de uma bicicleta e com cada mãe que perdeu um filho por ser negro e periférico em um sistema racista.

Estamos com os povos indígenas contra o agronegócio, o extrativismo predatório e o imperialismo, que roubam suas terras, matam e promovem a destruição dos nossos ecossistemas em nome do lucro.

Amanhã, essa iniciativa - que já conta mais de seis anos e que leva uma alternativa política revolucionária da classe trabalhadora para milhares diariamente - entra em uma nova etapa, com novo layout e mais interatividade, para que você também possa fazer parte dessa comunidade e contribuir com essa batalha da forma que achar melhor. Vamos juntos construir o leninismo do século XXI!.

Queremos levar nossas ideias e essa ferramenta de combate para cada canto do país, cada local de trabalho, estudo e moradia, aos trabalhadores, à juventude tanto millennial quanto da geração Z, aos LGBT’s, às mulheres, negros e indígenas. Que cada um possa conhecer a realidade do ponto de vista da classe trabalhadora e debater com nós como potencializar cada luta e expressão de resistência contra o sistema capitalista.

Somos um jornal impulsionado pelo Movimento Revolucionário de Trabalhadores (MRT), que vem dando uma batalha aqui no Brasil como parte da Fração Trotskista - Quarta Internacional, que impulsiona a Rede Internacional de Diários Digitais - La Izquierda Diario em 14 países e 7 idiomas, pela construção de um partido internacional da revolução socialista para acabar com esse sistema odioso que é o capitalismo, que na pandemia mostrou sua face mais podre, representada aqui no Brasil por Bolsonaro, Mourão, os militares e todo o regime responsável pelos ataques que precarizam as vidas de milhões.

É nesse sentido que o Esquerda Diário vem se colocando como uma alternativa política à esquerda do PT e sua conciliação de classes. Fomentamos uma saída do ponto de vista da classe trabalhadora, a única que pode resolver os problema do país de maneira mais profunda, e por isso damos um duro combate contra as burocracias presentes nas organizações do movimento operário e estudantil, que atuam para frear e dividir a nossa luta. Diante das mobilizações onde a esquerda voltou a tomar as ruas contra Bolsonaro, essas burocracias vem atuando no sentido de canalizar o nosso ódio e revolta para as eleições de 2022 e para que confiemos em um possível impeachment, um desvio que colocaria o reacionário Mourão no poder, ao invés de construir um plano de lutas unificado entre estudantes e trabalhadores.

Lutamos por uma Greve Geral contra os ataques e privatizações, bem como para derrubar Bolsonaro e Mourão. Propomos que os trabalhadores e o movimento de massas deveriam nesse momento levantar a bandeira de uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana, que possa realmente discutir os rumos do país de uma forma muito mais democrática, no sentido oposto de semear ilusões num Congresso apoiador de reformas e privatizações. Em um processo assim, impulsionado pela luta de classes, as diferenças entre os interesses das massas pobres e trabalhadoras e os dos empresários, latifundiários e do imperialismo se tornariam ainda mais evidentes, e poderíamos batalhar para que setores de massas rompam com suas ilusões reformistas no capitalismo e passem ao campo da revolução aberta.

Acompanhe o Esquerda Diário nessa nova etapa e venha você também somar forças nessa batalha para que os capitalistas paguem pela crise!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias