Educação

GREVE PROFESSORES

É preciso cercar de solidariedade a greve dos professores do Rio Grande do Sul

sexta-feira 15 de setembro| Edição do dia

Os professores da rede estadual do Rio Grande do Sul estão em greve desde o dia 05 de setembro, mas em forte mobilização já desde o fim do mês passado quando o governador, José Ivo Sartori, anunciou que parcelaria os salários dos servidores estaduais pela 20ª vez.

Uma semana antes da decisão pela greve, dezenas de escolas já se mobilizavam pela base, fazendo paralisações e atos que pressionaram as direções sindicais e levaram à deflagração da greve estadual no dia 05.

Sartori, como muitos governos pelo país, representantes dos interesses dos capitalistas que querem fazer com que sejamos nós trabalhadores que paguemos pela crise, passou de todos os limites ao depositar R$350,00 de salário aos servidores estaduais que nem terminaram de receber o 13º do ano passado. Os relatos são dramáticos e o Esquerda Diário veio tentando dar voz a esses trabalhadores que mostraram que mesmo diante de tantos ataques não estão dispostos a abaixar a cabeça.

A greve que já dura mais de uma semana segue firme e ganhando adesão de professores, estudantes e apoio da comunidade escolar, na capital e no interior do Estado.

Posicionamentos como o dos estudantes do colégio Chagas e dos estudantes de Caxias que vem saindo ás ruas de maneira unificada, se colocando ao lado dos professores pelo seu direito aos salários, e também por entenderem a importância da luta em defesa da educação pública e transformação da escola, enquanto ambiente de formação humana e política, mostram a potencialidade do movimento no RS.

Por isso é preciso cercar de solidariedade essa brava luta de resistência dos companheiros professores gaúchos, dando sua declaração, chamando ações em solidariedade, tomando essa luta como exemplo. Esse pode ser o primeiro passo para retomada do caminho da greve geral, que é o único capaz de bater de frente com todos os ataques diante de um cenário de crise econômica e política tão profunda.




Tópicos relacionados

Rio Grande do Sul   /    Greve Professores RS   /    Porto Alegre   /    Caxias do Sul   /    Educação

Comentários

Comentar