Educação

GREVE FEDERAIS

Técnico Administrativos da UFABC param o centro de Santo André

Jenifer Tristan

ABC Paulista

quinta-feira 23 de julho de 2015| Edição do dia

Em greve desde o dia 28 de maio os trabalhadores e trabalhadoras se reuniram essa manhã em frente ao prédio de administração da faculdade para expressar sua indignação com as pautas não atendidas tanto em relação ao governo federal (PT), quanto em relação ao próprio reitor Klaus Capelle que após 8 reuniões de negociação não apresentou nenhum plano descente de acordo aos T.A (técnico administrativos) que entre as pautas internas reivindicam que o prédio B seja reavaliado e providenciado os equipamentos de segurança para o bloco já que “Em caso de acidente morreremos lá dentro” relata uma das trabalhadoras.

Desde o início do ano o governo federal cortou mais de 15 bilhões na educação e quem sofre são os estudantes e os trabalhadores que tem a educação sucateada e com o aumento da inflação e os altos custos de vida os salários ficam cada vez mais rebaixados e a perspectiva de aumento só pode se concretizar com muita luta.

Os T.A encontram-se com 70% da categoria paralisada, são cerca de 750 T.A nos prédios de Santo André e São Bernardo, os trabalhadores avaliam que a última proposta feita pelo ministério do planejamento é “uma falta de respeito” a proposta é de 21% de aumento para 2016, mas parcelado em 4 vezes.

Na próxima terça feira dia (28) os trabalhadores realizaram uma nova assembleia para decidir os próximos rumos da luta.




Tópicos relacionados

Pátria Educadora?   /    Universidade   /    Governo Federal   /    Educação   /    Pacote de ajustes   /    ABC paulista

Comentários

Comentar