Internacional

PRIMÁRIAS NOS EUA

Três vitórias para Bernie Sanders

Nas primárias do último sábado (26), Bernie Sanders se colocou a frente de Hilary Clinton com mais de 70% em Washington, Alaska e Hawaii. Ele ficou, assim, com 5 das últimas 6 eleições.

Celeste Murillo

Argentina | @rompe_teclas

segunda-feira 28 de março de 2016| Edição do dia

A semana passada havia se acabado com as primárias no Arizona, Idaho e Utah, e os meios de comunicação se apressavam em dizer que a corrida já estava definida a favor de Hillary Clinton no lado democrata.

Diferentemente das internas republicanas, onde Donald Trump parece "imparável", Hillary Clinton não conseguiu até agora se impor como favorita indiscutível. Isto voltou a se comprovar no fim de semana com as três vitórias do senador de Vermont.

Sanders se impôs nas três primarias democratas do final de semana. Em Alaska, com 82% e no Hawai com 70%. O triunfo mais importante foi o do estado de Washington, onde Sanders conseguiu 73% dos caucus, contra 27% de Clinton. Mediante um complexo sistema de cálculos e convenções por distrito se espera que Sanders fique com a maioria dos 101 delegados do estado.

Vários meios sinalizaram que a participação no estado de Washington superou a de 2008, quando Obama se apresentou pela primeira vez. É importante assinalar que os caucus desses estados são abertos, quer dizer, não é necessário estar registrado como democrata para participar.

Ainda que a conta geral de delegados siga mostrando uma vantagem para Clinton, hoje com 1243 delegados e 975 para Sanders (sem contar os superdelegados que não tem compromisso com o voto popular), a ex-secretária de Estado e favorita do establishment do partido não pode decretar o final da corrida.

Sanders até agora não apontou nenhuma crítica ao sistema anti-democrático que outorga mais peso ao voto dos funcionários do partido (conhecidos como superdelegados), majoritariamente inclinados para Hillary Clinton, que ao dos afiliados e votantes registrados.

No entanto, Sanders chamou estes superdelegados sábado à noite a repensar seu apoio e acompanhar a vontade dos votantes.

Ainda sim Clinton consegue a nomeação, é uma incógnita hoje saber como se expressará a ampla simpatia que despertou a campanha de Bernie Sanders entre milhares de jovens voluntários que militam pela sua candidatura, setores progressistas e de trabalhadores precários e setores sindicalizados golpeados pela crise econômica.




Tópicos relacionados

Eleições Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar