Mundo Operário

SOLIDARIEDADE DE CLASSE

Trabalhadores dos bandejões também saem em apoio à Marcello Pablito

sexta-feira 26 de junho de 2015| Edição do dia

Trabalhadores do restaurante central da USP manifestaram seu apoio à Marcello Pablito, trabalhador do bandejão da física, diretor do Sintusp (Sindicato dos Trabalhadores da USP) e da Secretaria de Negros, Negras e Combate ao Racismo.

Diversas mensagens de solidariedade chegaram, demonstrando o reconhecimento por parte dos trabalhadores à luta encampada pelo Sintusp e por Pablito:

Ele é uma pessoa de bem que luta pelos direitos dos trabalhadores” – Maria Aparecida Pascarelli – trabalhadora aposentada do bandejão.

Se for preciso parar os meninos cozinheiros param, já falaram

Ele tem nosso apoio, temos força e não podemos deixar isso acontecer

Abaixo reproduzimos a carta elabora pelos trabalhadores:

Nós, trabalhadores da SAS (Superintendência de Assistência Social) nos manifestamos contrários à perseguição feita pela reitoria contra nosso companheiro de trabalho Marcello “Pablito” e todos os lutadores e diretores do SINTUSP. Nos bandejões e nas creches a maioria dos trabalhadores está doente de tanto trabalhar e por conta do assédio moral. No dia 14 de abril paralisamos para lutar por nossos salários, pelo HU, contra o desmonte da universidade e em defesa da educação porque isso é parte do desmonte da universidade. Pablito e todos os companheiros do Sintusp estavam lutando com a gente e estão sendo perseguidos por denunciar as condições de trabalho e lutar em defesa dos trabalhadores e da educação.

Não permitiremos!

Mexeu com um, mexeu com todos!

Trabalhadores do bandejão central
Trabalhadores do bandejão da Enfermagem
Trabalhadores do bandejão da Saúde Pública”




Tópicos relacionados

USP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar