Economia

PRÉ-SAL

Temer aprova entrega de R$100 bi do pré-sal a petroleiras estrangeiras

O projeto de lei que permite a entrega do Pré-Sal para as petroleiras internacionais explorarem foi aprovado hoje (4) na Câmara dos Deputados. O equivalente a R$100 bilhões poderá ser entregue para as petroleiras estrangeiras, caso seja aprovado pelo golpista Temer.

quarta-feira 4 de julho| Edição do dia

O projeto de lei que permite a entrega do Pré-Sal para as petroleiras internacionais explorarem foi aprovado hoje (4) na Câmara dos Deputados. Com a PL, as regras que regulamentam a venda de áreas do Pré-Sal permitirá que outras empresas possam extrair e explorar o petróleo dos blocos de petróleo que hoje são controlados pela Petrobras.

Segundo esta PL criminosa, que entregará o equivalente à R$100 bilhões para as petroleiras estrangeiras irá seguir para a aprovação no Senado e depois para a sanção do golpista Michel Temer.

Os blocos que serão vendidos pelo Governo Temer têm potencial de produção estimado em 12 bilhões de barris. Com aprovação da PL, apenas 30% do valor obtido através da exploração do petróleo pelas empresas que comprarem tais blocos será destinado para a Petrobras. Ou seja, novamente riquezas nacionais serão entregues para o imperialismo e sua livre exploração a preço de banana.

Os parlamentares favoráveis a este absurdo defendem que a "Petrobras é incapaz de explorar o Pré-Sal, devido a seu enfraquecimento econômico". Entretanto, sob a gestão de Pedro Parente, houve uma mudança no modelo de reajustes dos combustíveis, para tornar mais atrativo às petroleiras estrangeiras e também, com a Operação Lava-Jato, foi possível atacar a empresa sob a mentira de "combate à corrupção", abrindo caminho para a venda de uma das maiores descobertas de petróleo em terreno nacional na última década.

Temer e seus aliados golpistas seguem firmes na política de avançar para a privatização completa da Petrobras e para entregar riquezas nacionais de mãos beijadas ao imperialismo.

O PT assiste imóvel à entrega de bilhões de reais da exploração de recursos nacionais: a FUP, dirigida pela CUT, não mobiliza os trabalhadores da Petrobras contra o avanço da privatização e o preço dos combustíveis. Pagantes religiosos da dívida pública, os governos petistas jamais desafiaram o imperialismo e o roubo das riquezas e orçamento nacional que ocorre via pagamento de uma dívida ilegal, ilegítima e fraudulenta. O golpista Temer, por sua vez, avança ainda mais, cortando direitos dos trabalhadores, aplicando duras reformas e avançando sobre a privatização de estatais para entregar ao imperialismo além de recursos naturais, toda verba obtidas dessas vendas escandalosas diretamente para os banqueiros através da dívida.

Para que a Petrobras e todas as riquezas naturais estejam à serviço da população e do povo pobre, evitando reajustes dos combustíveis que atacam diretamente todos os brasileiros, é preciso lutar por uma Petrobras 100% estatal, sob gestão dos trabalhadores petroleiros e controle popular.




Tópicos relacionados

Petrobras   /    Pré-Sal   /    Privatização da Petrobras   /    Governo Temer   /    Michel Temer   /    Crise da Petrobrás   /    Economia   /    Política

Comentários

Comentar