Internacional

CORÉIA DO SUL

Parlamento aprova impeachment da presidenta da Coréia do Sul

Ocorreu nesta sexta (09) a votação do impeachment da presidenta Park Geun-hye no parlamento da Coréia do Sul. Ela aguardará decisão do Tribunal Constitucional do país afastada de seus poderes.

sexta-feira 9 de dezembro de 2016| Edição do dia

Após o escândalo envolvendo a presidenta da Coreia do Sul, milhares de pessoas foram às ruas para exigir sua destituição do cargo. No parlamento foi aberto processo de impeachment, aprovado nesta sexta com 234 votos favoráveis e 56 contrários, além de 7 nulos e 2 abstenções. Dos 300 parlamentares, apenas 299 votaram.

A presidenta é acusada de atuar junto a Choi Soon-sil, sua amiga pessoal que não ocupa nenhum cargo no governo, para desviar dinheiro de empresas nacionais. São dezenas de milhões de dólares, dos quais Choi Soon-sil se apropriava de uma parte. Através da relação com presidente ela ainda teve acesso a documentos sigilosos do governo sul-coreano e interviu de forma oculta nos assuntos de Estado.

É a primeira vez que ocorre um processo de impeachment na Coréia do Sul. A decisão tem 180 dias para ser julgada pelo Tribunal Constitucional e precisa ter 6 de 9 votos favoráveis para ser aprovada. Até lá, Park Geun-hye fica afastada de todas os seus poderes e não pode intervir nas decisões políticas do governo. Quem assume é o primeiro-ministro Hwang Kyo-ahn.




Tópicos relacionados

Impeachment   /    Internacional

Comentários

Comentar