Internacional

RACISMO NOS EUA

Estados Unidos: cinco policiais mortos em tiroteio em Dallas, durante uma manifestação

O ataque ocorreu nessa quinta a noite na cidade de Dallas, em uma mobilização que estava convocada em repudio aos brutais assassinatos cometidos pela policia contra as pessoas afroamericanas, na ultima semana. Segundo informações os informes policiais são de 5 policiais mortos e ao menos outros sete feridos.

sexta-feira 8 de julho de 2016| Edição do dia

O ocorrido se dá no marco de uma mobilização que se realizava em protesto contra os assassinatos ocorridos na ultima semana contra a população negra dos Estados Unidos.

Ao redor de uma centena de agente haviam sido implantados no centro de Dallas por conta da marcha contra a violência policial que iria se realizar na cidade, como parte da jornada de mobilizações que ocorreram em vários países. Durante a marcha começaram a escutar disparos e os manifestantes correram desconcertados, sem saber da onde provinham.

Segundo os primeiros informes da polícia de Dallas ao menos dois atiradores abriram fogo provocando a morte de 5 policiais e deixando ferido mais sete.
O chefe de policía de Dallas, David Brown, disse em um comunicado que os atiradores, alguns em posições elevadas, dispararam contra os agentes no que pareceu ser um ataque coordenado.

“Atuaram juntos com rifles, triangulando desde posições elevadas em diferentes pontos do centro onde terminou a manifestação”, disse Brown em conferencia de imprensa, e acrescentou que civis também ficaram feridos.

Após o tiroteio a policia anunciou a norte de um dos supostos atacantes que se escondido em um estacionamento e, que segundo a policia, havia assegurado terem colocado bombas por todo o centro da cidade.

Segundo fontes policiais o suspeito, seguiu disparando contra os agentes durante as negociações e indico que “o fim se aproxima” e que mais policiais ficariam feriados e morreriam.

Horas mais tarde anunciaram que o suspeito havia sido morto, sem deixar claro as causas, e a policia confirmou que não havia encontrado nenhum tipo de explosivos no local.

Brown confirmou que após o tiroteio detiveram 3 pessoas, das quais ainda não se sabe a identidade, e declarou que não tem certeza se há mais pessoas envolvidas além dos 3, e o suspeito que foi assassinado.

O tiroteio ocorreu quando se desenvolvia manifestações em distintas cidades do país, logo após a morte de Philando Castile, 32 anos, baleado pela policia em St. Paul, Minnesota.

Sua noiva transmitiu um vídeo dos momentos dramáticos posteriores ao incidente, na internet.

Castile faleceu um dia depois da norte de Alton Sterling, em Baton Rouge, Luisiana, que recebeu cinco balas de um policial a paisana, que disparou enquanto o prendia, junto a outro oficial. Imagens do vídeo do incidente incendiaram protestos e um mal estar nas reder sociais.

Os ataques racistas ocorridos nos EUA pelas forças policiais estão cada vez mais constantes. Os assassinatos desta semana não fazem mais que confirmar o profundo racismo institucional existente nos Estados Unidos.




Tópicos relacionados

Internacional

Comentários

Comentar