Educação

15M NA USP

Ato na USP exige que reitoria se posicione contra cortes à educação e reforma de Bolsonaro

O ato de trabalhadores, estudantes e professores da USP, marcha agora em direção ao MASP, se somando ao grande ato unificado de diferentes categorias da educação contra os cortes e a reforma da previdência.

quarta-feira 15 de maio| Edição do dia

O portão principal da USP hoje amanheceu fechado. O Sindicato de trabalhadores da USP (SINTUSP), junto a estudantes e professores, realizou um ato em frente ao portão dialogando com a população da região acerca dos ataques do governo Bolsonaro à educação e a necessidade de organizarmos a luta contra a reforma da previdência, que vem pra acabar com nossos direitos e nos fazer trabalhar até morrer.

Após isso, o ato marchou para frente da reitoria com o objetivo de entregar uma carta ao reitor exigindo que se posicione claramente contra a reforma da previdência e os ataques à educação, mas também que garanta que não haverá nenhuma punição aos trabalhadores da USP que hoje paralisam suas atividades e realizam uma importante mobilização contra os cortes de Bolsonaro e a reforma.

Além disso, o ato também exigiu que o reitor volte atrás em sua política em relação ao congresso de trabalhadores da USP, onde impediu que os trabalhadores participassem do congresso sem que fossem obrigados a pagar horas. O congresso é um direito dos trabalhadores e organizaria a luta contra a reforma e em defesa da educação. É um direito democrático mínimo que deve ser respeitado, assim como o direito à educação.

A educação deve ser um direito para todos, portando a universidade deve estar a serviço dos trabalhadores e da população em geral, que é justamente quem a financia, e não a serviço de garantir o lucro dos empresários. É por isso que defendemos o fim do vestibular e a estatização de todo o ensino privado para que todos possam estudar.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    15M 2019   /    SINTUSP   /    Reforma da Previdência   /    Educação   /    USP   /    Juventude

Comentários

Comentar