Educação

15M RIO DE JANEIRO

As Universidades do RJ estarão em peso nas paralisações e mobilizações do 15M

As principais Universidades do Estado do Rio de Janeiro, junto à juventude secundarista e trabalhadores da educação se integram ao dia nacional de paralisação e mobilização amanhã (15).

terça-feira 14 de maio| Edição do dia

Assembleia dos estudantes da graduação da UFRJ no Fundão

Na UFRJ, maior Universidade Federal do país, mais de mil estudantes da graduação se reuniram em assembleia geral e decidiram por paralisar as atividades amanhã (15) e compor o ato em bloco unificado no centro do Rio.

A Associação de Pós-Graduandos da UFRJ também se mobilizou em assembleia histórica com centenas de estudantes que não só aderiram a paralisação do dia 15, chamando a uma construção efetiva do ato, como também saiu com indicativo de reuniões pela base nos diferentes programas e cursos e o chamado à um Encontro Estadual da Educação nas semanas subsequentes ao dia 15/05, com data a definir, aberto aos estudantes, trabalhadores e professores de todas as universidades, escolas, e instituições de ensino, organizado pela base para seguir a mobilização rumo ao dia 14/06.


Assembleia dos estudantes da pós-graduação da UFRJ

Na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) os estudantes também realizaram assembleia geral com centenas e além de aderir à paralisação nacional se somaram à convocação de um Encontro Estadual da Educação para preparar os rumos da luta, além de uma exigência à União Nacional dos Estudantes (UNE), de um chamado a construção de um Comando Nacional de Delegados de Base, que sejam eleitos em assembleias nos cursos e unidades e se tornem sujeitos do processo de organização da luta, tirando das burocracias estudantis o controle dessa mobilização que é nossa. Na UERJ os cursos de Serviço Social e Geografia também votaram paralisação antes mesmo da convocação da assembleia geral dos estudantes.

Na Universidade Federal Fluminense centenas de estudantes se mobilizaram junto aos professores e funcionários em plenária geral dos 4 setores que construiu um forte ato no dia 8/05, com mais de 10 mil pessoas que pararam Niterói-RJ e terminaram o ato com o recado: "dia 15 vai ser maior"!


Ato de estudantes, funcionários e professores da UFF em Niterói dia 08/05

Na Unirio também houve plenária de preparação do dia 15 e na PUC-Rio os estudantes votaram por compor a paralisação nacional em assembleia geral com centenas de presentes. Em assembleia do curso de Ciências Sociais os estudantes aderiram à paralisação geral e também ao chamado do Encontro Estadual da Educação.

Outras Universidades e colégios, públicos e privados se somarão à grande mobilização nacional que se anuncia amanhã. A disposição que os estudantes estão mostrando, junto aos professores e trabalhadores das Universidades e aos jovens secundaristas e professores de todo o país aponta que, se encararmos a luta de forma unificada podemos vencer. O governo não pode nos chantagear, como se fosse o único jeito escolher entre poder estudar ou se aposentar. Agora é uma só luta! Não negociamos nosso futuro, abaixo a reforma da previdência e os cortes de Bolsonaro!




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Crise na Educação   /    15M 2019   /    Educação   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar