Internacional

SANTIAGO MALDONADO

Argentina: Myriam Bregman denunciou a Polícia Federal pelo caso de Santiago Maldonado

Myriam Bregman se encontra na cidade argentina de Mendoza e, acompanhada por Noelia Barbeito, referente da esquerda nesta província pelo PTS na Frente de Esquerda, esteve na Rádio Nihuil falando sobre o desaparecimento de Santiago Maldonado.

sexta-feira 8 de setembro| Edição do dia

Myriam Bregman esteve na manhã de ontem, 7, nos estúdios da Rádio Nihuil junto à senadora estadual Noelia Barbeito, para falar sobre o caso de desaparecimento de Santiago Maldonado.

Sobre os motivos de sua visita à cidade de Mendoza, Bregman disse que está “recorrendo distintos lugares do país e nessa oportunidade aceitei um convite de minha companheira Noelia Barbeito para vir e difundir a situação do desaparecimento de Santiago Maldonado. Há alguns dias estive em Esquel, lugar em que ocorreram os fatos e viemos trazer aqui esse debate”.

Bregman, faz alguns dias, esteve em Esquel junto a Nicolás del Caño e se referiu à situação da comunidade mapuche: “a situação da comunidade mapuche é muito ruim, já no mês de janeiro teve outra enorme repressão onde romperam a mandíbula de um integrante da comunidade e outros denunciaram ter vivenciado torturas. Isso não foi investigado e atuaram o mesmo juiz e a mesma fiscal, então já temos um problema de que a justiça não vem investigando de maneira independente”.

“Estar lá muda totalmente a visão que se tem diante dos acontecimentos. Quando se vê o que se constrói na mídia, que não é inocente porque o governo está trabalhando muito para uma determinada construção. Quando se chega ao lugar, é possível perceber que é outra realidade que se vive. Estive na comunidade mapuche e fui entrevistada pelos porta-vozes dessa comunidade. E ai é possível ir construindo uma realidade que a todos parece fidedigno, mas que há que enfrenta-la dia a dia porque há uma campanha midiática feroz para instalar o contrário”, aprofundou Bregman sobre a situação que vive a comunidade mapuche, denunciando a militarização da zona que amedronta a população.




Tópicos relacionados

Santiago Maldonado   /    Internacional

Comentários

Comentar