Cultura

MACHISMO NA TV

Silvio Santos assume assédio sexual contra suas dançarinas e ainda dá risada

sexta-feira 6 de outubro| Edição do dia

Quase não se espera nada mais tão absurdo vindo da boca de Silvio Santos, um dos apresentadores mais populares do país e dono do SBT. Mas ele insiste destilar seu machismo em rede nacional.

Desta vez, depois do escândalo de assédio que envolveu a atriz mirim Maísa, depois de esbanjar misoginia falando da aparências de diversas atrizes, Silvio Santos decidiu contar em rede nacional que "por amor" espiava dançarinas enquanto se trocavam nos vestiários.

O apresentador não teve nenhuma papa na língua em dizer, aos risos: "Eu não tenho culpa... Aqui no SBT, onde essas bailarinas, onde as meninas trocam de roupa e ficam peladas eu fiz uma loucura... fiz um buraquinho na parede e fiquei olhando tudo que elas faziam" e continua gargalhando, como se fosse uma piada "agora não posso mais, porque elas sabem, elas perceberam, colocaram um quadro lá e acabou com a minha loucura".

Seja o Silvio Santos, Ratinho, toda a produção do SBT, bem como da Globo, Band, Rede TV e seus programas nojentos que insistem em vender misoginia como piada são também responsáveis por perpetuar o machismo que violenta milhares de mulheres todos os dias. Esses empresários milionários educam crianças de que é normal e divertido espionar mulheres, objetificar seus corpos, como se não fossemos gente que merecesse respeito.

O machismo não tem graça. O machismo humilha, legitima a superexploração do trabalho feminino, o machismo mata.




Tópicos relacionados

Silvio Santos   /    Machismo na TV   /    Machismo   /    Cultura   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar