MRT

REDE INTERNACIONAL DE DIÁRIOS

Rede Internacional La Izquierda Diario: uma voz que cresce contra a pandemia de coronavírus

Com edições em 12 países e 8 idiomas e pronta para incorporar duas novas edições na América Latina, a Rede Internacional La Izquierda Diario tornou-se uma voz indispensável em meio à crise do coronavírus, com denúncias das condições em que vivem os trabalhadores, análises, campanhas políticas digitais e a opinião de especialistas. Isso é demonstrado pelo crescimento, com milhões de entradas, que a Rede Internacional registrou nas últimas semanas.

quarta-feira 25 de março| Edição do dia

Com picos de visitas e milhões de entradas na Argentina, Espanha, França, Brasil e Chile, entre outros, a Rede Internacional La Izquierda Diario tornou-se uma voz indispensável no meio da pandemia de coronavírus.

Com edições em 12 países e 8 idiomas, e pronta para incorporar duas novas edições no Peru e na Costa Rica, a Rede Internacional soma vozes de especialistas, a análise da saúde, a situação econômica e internacional. Também promove campanhas políticas digitais nas redes sociais, que foram viralizadas em vários países, expressando a questão das medidas parciais que os governos adotam para evitar afetar os lucros dos empregadores, começando pelos da saúde privada, laboratórios e farmacêuticas. Além disso, está o lançamento do La Izquierda Diario Multimedia (que terá sua versão no Esquerda Diário no Brasil), porque queremos buscar mais e alcançar milhões de pessoas com programas ao vivo e sob demanda, em vídeo, rádio e podcasts.

Embora a maioria da mídia relate apenas as medidas oficiais dos diferentes governos e, em muitos casos, incentive saídas repressivas e de confinamento sem questionar a crise nos sistemas de saúde, os jornais da Rede Internacional conquistaram uma audiência significativa em todo o mundo, mostrando o "lado b" da pandemia. A realidade cotidiana de milhões de trabalhadores que não podem ficar em casa e são forçados a viajar em transportes lotados com o risco de contágio, a terrível situação de saúde pública após anos de sucateamento, a falta de leitos nas unidades de terapia intensiva, respiradores artificiais e outros equipamentos, além da recusa da maioria dos governos em realizar testes massivos, conforme recomendado pela OMS e que foram realizados com sucesso em países como Coréia do Sul ou Alemanha.

Argentina

Assim, o La Izquierda Diario da Argentina registrou nos últimos dias um récorde total de acessos para o site, atingindo quase 250.000 sessões em um único dia nesta segunda-feira, 23 de março, e com mais de 2.800.000 visitas até agora este mês.

Entre as notas mais lidas, estão as que denunciam as condições de milhões de trabalhadores que não podem cumprir a #QuedateEnTuCasa (Fique em Casa) e são forçadas a trabalhar em transportes lotados ou sem as condições básicas de proteção. Há também a denúncia da situação de sucateamento em que o sistema de saúde se encontra e a análise de especialistas para oferecer uma resposta à quarentena obrigatória que é realizada sem um plano conjunto para garantir condições básicas ou testes maciços para impedir a disseminação.

Além disso, na Argentina, como em outros jornais da rede, incentivamos o ativismo nas redes sociais para que nossas ideias cheguem a milhões. Assim, a hashtag #TestMasivosYMasCamasTerapiaYA (testes massivos e mais leitos de UTI já) se tornou o primeiro trending topic no Twitter na Argentina na segunda-feira, assim como outras hashtags similares foram tendências nos dias anteriores.

Estado Espanhol

No Estado Espanhol, o Izquierda Diario atinge centenas de milhares de pessoas, tornando-se um dos principais meios de comunicação que denuncia a situação diante da epidemia.

Até agora, apenas em março, superou 450.000 de acessos, mostrando uma clara tendência ascendente.

Sendo o segundo país na taxa de crescimento de infecções diárias, no Estado Espanhol, o governo, os empregadores, a monarquia, as direções sindicais burocráticas, alinharam-se atrás uma unidade nacional hipócrita cujo único objetivo é salvaguardar os interesses capitalistas nesses países nos momentos de crise.

Izquierda Diario tornou-se a voz de milhões de trabalhadores, denunciando o colapso do sistema de saúde e a morte de nossos idosos em condições brutais, porque não há respiradores ou UTIs disponíveis após décadas de cortes neoliberais na saúde pública, confinamento e militarização impostos das ruas porque o governo se recusa a considerar seriamente a necessidade de realizar testes maciços sobre a população, como foi feito em outros países ou a reestruturação de todo o sistema produtivo para fabricar tudo o que é necessário para um plano de saúde de emergência, enquanto milhões são obrigados sair para trabalhar sem as condições sanitárias mínimas.

Os 10 artigos mais visitados entre 1 e 20 de março de 2020.

Izquierda Diario também tem sido o órgão de disseminação dos melhores exemplos de luta e organização de nossa classe para enfrentar esta crise e o despotismo dos patrões que não medem a mão quando se trata de explorar demais ou expor os trabalhadores a condições aberrantes de trabalho no meio da pandemia.

É por isso que, no final do mês, mais de meio milhão de leitores terão visitado o Izquierda Diario para aprender sobre a crise minuto a minuto, do ponto de vista da classe trabalhadora, internacionalista e anticapitalista.

França

Na França, o site Revolution Permanent teve mais de 1,4 milhão de acessos até agora este mês e está em uma tendência ascendente, podendo atingir 2 milhões de visitas no final do mês.

São feitas denúncias sobre a política de Macron, a situação em que médicos, enfermeiros e profissionais de saúde trabalham e todos aqueles que precisam trabalhar estão submetidos, de condições inseguras para trabalhar que não são considerados essenciais, sendo esses os principais acessos do site.

É o caso, por exemplo, dos trabalhadores da gigante da aviação Airbus, cujos trabalhadores exigem que as máscaras que lhes dão para o trabalho sejam doadas primeiro aos profissionais de saúde e, em segundo lugar, propõem um plano para converter a produção para começar a fazer respiradores artificiais para todos que precisam deles.

Aqui estão algumas das notas mais lidas do Revolution Permanent

Isso permitiu que se batessem o marco de quase 5 milhões de visitas nos primeiros três meses do ano, um recorde, considerando que em todo o ano de 2019 foram cerca de 13 milhões de acessos. Um número já importante por si só e impulsionado pelo trabalho da Revolution Permanent para cobrir primeiro a luta dos Coletes Amarelos e, posteriormente, a luta contra a reforma da previdência.

Brasil

No Brasil, o site Esquerda Diario já ultrapassou 1.400.000 acessos até agora em março e registrou picos nos últimos dias, como 19 de março, com 122.000 acessos em um único dia.

Como pode ser visto na tabela a seguir, os acessos são motivados principalmente pelas denúncias às condições de trabalho de milhões de brasileiros que devem continuar sua rotina de trabalho como se nada tivesse acontecido, sem condições de saúde e em muitos casos sem licença remunerada ou, mesmo que Bolsonaro tentou decretar, sem salário por quatro meses.

A esses dados, devemos adicionar milhões de interações em redes sociais como Facebook, Instagram ou Twitter.

Chile

No La Izquierda Diario do Chile, já tiveram mais de 720.000 acesso até agora neste mês, tendo registrado um pico de 100.000 visitantes apenas em 20 de março.

Na edição chilena, as denúncias dos trabalhadores são agravadas pelo questionamento do estado de sítio ordenado pelo degradado governo de Sebastián Piñera e pela militarização das ruas.

Se destacam entre eles o artigo "O desprezo e insulto do governo: "a compensação pelo Covid-19 será de US13.155 pesos: ’dificilmente seria suficiente comprar um butijão de gás de 11 kg" com 50.000 acessos e a denúncia do Medical College que afirma que o governo oculta informações com mais de 40.000 leituras.

Como na edição argentina, o La Izquierda Diario Chile iniciou uma campanha de agitação nas redes sociais que permitiu alcançar milhões de pessoas com suas idéias. Assim, a hashtag #LicensesLaboralesMasivas (Licensas Trabalhistas Massivas) se tornou a primeira na segunda-feira no Twitter, frente de uma resolução ultrajante do Ministério da Saúde em que licenças pagas somente seriam concedidas se fosse possível verificar se o contágio ocorreu no local de trabalho.

Uma dinâmica ascendente de toda a rede internacional

Essa mesma dinâmica foi observada no La Izquierda México, que alcançou 1.000.000 visitas até agora em março, bem como no La Izquierda Diario Venezuela, Uruguai, Bolívia, Klasse Gegen Klasse na Alemanha e no La Voce delle Lotte, da Itália. Este último refletiu a situação em um dos países mais afetados pela pandemia, bem como a luta dos trabalhadores, como a greve geral de 25 de março contra a tentativa dos empregadores de deixar em aberto fábricas não essenciais.

Parágrafo separado merece o Left Voice, o site em inglês da Rede Internacional, com sede nos Estados Unidos, que vem crescendo sistematicamente e se tornando uma referência não apenas para a esquerda anticapitalista no principal imperialismo do mundo, mas em todo o mundo angloparlante.

Entre as principais leituras em inglês está a denúncia das condições de trabalho e as demissões em massa em meio à pandemia, o questionamento da política de Donald Trump nos Estados Unidos e o rechaço às sanções contra o Irã e Venezuela, além de bombardeios no Iraque no meio do surto. Os debates ideológicos em torno da candidatura de Bernie Sanders também receberam muita atenção, em um contexto ideológico em que setores amplos consideram o capitalismo um sistema criminoso, algo que foi evidente diante da crise do Covid-19, e começam a adotar a ideia de socialismo. Diante da podridão do Partido Democrata, o debate sobre a necessidade de construir um Partido de trabalhadores e jovens socialistas independente também ganhou força e é seguido pelo público da Left Voice.

A esses jornais da Rede Internacional serão adicionados em breve os sites do Peru e Costa Rica.

Finalmente, nos próximos dias e semanas, começaremos a multiplicar o material audiovisual como parte do lançamento do La Izquierda Diario Multimedia, para alcançar milhões de pessoas com programas ao vivo e sob demanda, em vídeo, rádio e podcasts.




Tópicos relacionados

MRT   /    Esquerda Diário   /    MRT

Comentários

Comentar