ATO INTERNACIONAL - NY

"Não somente acabar com os subsídios da polícia, mas lutar pela sua abolição": Parque pela Abolição NY

Diretamente do acampamento “Parque pela abolição”, em Nova Iorque, no coração do imperialismo estadounidense, Manny mandou sua saudação ao Ato Internacional contra o racismo e a violência policial da Fração Trotskista, com a participação de militantes revolucionários dos Estados Unidos, França, Brasil, Chile, Bolívia, etc.

sábado 11 de julho| Edição do dia

Manny fala do acampamento em Nova Iorque, um espaço criado há uma semana para organizar a luta contra o supremacismo branco, o racismo e a brutalidade pessoal. O assassinato brutal de George Floyd eclodiu um processo de luta que é descrito como o maior movimento que já existiu na história dos Estados Unidos, onde até os rincões mais afastados do país e que nunca tinham vivido manifestações anti-racistas, as tiveram. Com a juventude negra, latina e árabe à frente, abriu-se um profundo questionamento sobre a polícia e sobre o conjunto da dominação imposta pela burguesia.

As demandas são latentes e impactam pela sua profundidade, na sua saudação Manny afirmou que a ocupação não trata de responder aos desejos daqueles que a fizeram, mas por lutar pelos que já caíram na luta e fazer com que seja possível coordenar as “pessoas comuns” que participação das manifestações, ativistas e coordenadores e coloca um objetivo concreto, audaz e cada vez mais popular: “Estamos aqui não somente pra acabar com os subsídios da polícia, mas também porque buscamos a sua total abolição. Queremos abolí-la e ao sistema capitalista que ela defende. Estamos aqui pelas vidas oprimidas de todo o mundo, e pelas vidas negras aqui na América.

Assista a saudação de Manny no ato internacional simultâneo contra o racismo e a violência policial:

Assista na íntegra:




Comentários

Comentar