Cultura

MORTE DE KID VINIL

Hoje perdemos Kid Vinil

Gabriela Farrabrás

São Paulo | @gabriela_eagle

sexta-feira 19 de maio| Edição do dia

As perdas para a música essa semana não acabaram com a morte de Chris Cornell por suicídio. Hoje, aos 62 anos, morreu Kid Vinil.

Desde o dia 19 de abril o músico e radialista estava internado em coma induzido após um enfarte no Hospital da Luz. Sua morte foi informada pelo músico, apresentador e amigo, Luiz Thunderbird em seu twitter pessoal.

Após um mal súbito durante um show em Conselheiro Lafaiete, em Minas Gerais, Kid Vinil foi transferido para São Paulo através de uma vaquinha realizada pela família para que sua transferência fosse possível. Rapidamente entre amigos e fãs a família conseguiu os 15 mil reais necessários para a transferência, demonstrando o carinho que muitos tinham pelo musico.

Kid Vinil, batizado como Antonio Carlos Senefonte começou sua paixão por discos de vinil, que construiria sua figura, aos 13 anos. Em 1974 entrou de vez para o mundo da música como estagiário na gravadora Continental, e com sua primeira banda, Verminose, que passaria a se chamar tempos depois, Magazine.

Além de vocalista, Kid Vinil foi uma das principais e mais importantes figuras para a cena punk nacional através de seu programa de rádio na Excelsior FM apresentando bandas como Cólera, ratos de Porão e Inocentes.

Seu conhecimento musical era tanto que em 2009 lançou o livro Almanaque do Rock contando a trajetória do gênero desde o seu nascimento.

Kid Vinil nos deixa e com isso leva consigo grande parte da história musical do Brasil.




Tópicos relacionados

Cultura

Comentários

Comentar