Sociedade

RIO DE JANEIRO

Governo do RJ jogou remédios no lixo para garantir propinas e lucro dos empresários

Carolina Cacau

Foi candidata a vereadora do MRT pelo PSOL em 2016, é estudante da UERJ e professora da rede estadual.

segunda-feira 26 de fevereiro| Edição do dia

Enquanto empresários lucram e políticos roubam, milhões em medicamentos vão para o lixo enquanto a população amarga a destruição da saúde pública. Desde 2007 um esquema articulado entre o empresário Arthur César de Menezes (envolvido na corrupção das Olimpíadas também), o ex-governador Sérgio Cabral, seu secretário de saúde, Sérgio Côrtes e o TCE, garantia o lucro dos laboratórios privados de medicamentos, a propina para os políticos e o apodrecimento dos medicamentos, que os consórcios corruptos das licitações fraudulentas nunca entregavam aos postos de saúde. Os medicamentos jogados no lixo também viraram lucro, pois os laboratórios eram pagos pelo descarte. Cada paciente morrendo sem medicação era um tostão a mais no bolso dos capitalistas.

Esses contratos fraudulentos, com uma reserva de 10% de propina para a equipe de Cabral e o TCE, chegaram a um valor de mais de R$ 70 milhões de reais em 2014. Existe ainda a suspeita de que medicamentos tenham sido desviados para farmácias e hospitais privados, aumentando ainda mais o lucro dos capitalistas com a falta de atendimento na saúde pública. O esquema durou pelo menos até 2015, e, incrivelmente, mesmo agora a empresa responsável pela distribuição era parte do consórcio que operava essa fraude!

Isso mostra a impunidade dos capitalistas, que se safam com pequenas multas para suas grandes fortunas (o MP quer aplicar uma multa de R$ 170 milhões de reais. Esse é o preço que colocam nas vidas que foram tiradas pelo esquema dos capitalistas e seus políticos). Hoje, o estado de saúde do Rio mostra que nada mudou, e até piorou. Só expropriando todas essas empresas, colocando todo o sistema de saúde estatizado e sob controle dos que realmente querem que ele funcione, os trabalhadores, podemos garantir uma saúde pública, gratuita, de qualidade e para todos. Basta da nossa saúde ser fonte de lucro na mão desses parasitas!




Tópicos relacionados

Sérgio Cabral   /    medicina do capital   /    Sociedade   /    Corrupção   /    Saúde

Comentários

Comentar