×
Rede Internacional

INDÚSTRIA | Fábricas de carros reabrem enquanto vendas estão encalhadas. É preciso reconverter a produção já!

Após as vendas despencarem nos últimos dois meses, Volkswagen reabre plantas para produzir seu novo modelo a tempo, sem se preocupar com a exposição de seus trabalhadores.

quarta-feira 3 de junho de 2020 | Edição do dia

Nesta segunda-feira, dia 1, a planta de São Bernardo do Campo da Volkswagen reabriu em turno único com 2,6 mil trabalhadores e segundo as expectativas do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, no dia 22 a planta voltará ao expediente de dois turnos.

A Planta de Taubaté já reabriu também, e outras plantas se preparam para a retomada. Além da Volkswagen, outras empresas de automóveis planejam uma volta das atividades, mesmo com uma queda de 74,7 % nas vendas em maio devido à situação de crise e pandemia.

Apesar do cenário, há expectativa de melhora das vendas no setor por parte dos empresários, enquanto isso, chega a 30 mil o número de mortos pela COVID-19 no país, acompanhado de um grave cenário de falta de leitos, respiradores, EPI’s e funcionários para toda a demanda.

Alheio ao mundo ao seu redor, o presidente da Volkswagen disse que “o que passamos nos últimos dias foi violento”, se referindo à queda de vendas na mesma semana em que uma série de manifestações começaram a pipocar pelo mundo contra a violência da polícia racista.

Trata-se de um homem preso em um universo fantástico no qual existe espaço para colocar como prioridade o lançamento do mais novo modelo da empresa quando cada vez menos está na lista de prioridades dos trabalhadores a compra de um carro novo.

Para mostrar "responsabilidade", a Volkswagen fez questão de mostrar à mídia todo o rigoroso processo de segurança ao qual todos os trabalhadores estão submetidos agora, porém, isso não torna menor o fato de que a pressa é para que os trabalhadores voltem a produzir uma mercadoria que parece irrelevante frente às escandalosas necessidades de saúde que seguem sem ser atendidas pelos governos.
A pressa necessária nesse momento é para que se reverta toda a produção para o combate à COVID-19, com produção de respiradores, máscaras, álcool em gel etc. A enorme capacidade produtiva das plantas das empresas automobilísticas poderia evitar milhares de mortes diariamente se fossem reconvertidas aos interesses da população neste momento.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias