Política

Em todo governo do PSDB em SP 77% das estações de metrô foram inauguradas em ano eleitoral

De 1995 até hoje, o estado de São Paulo ficou 16 anos não eleitorais sem inaugurar nenhuma nova estação. 2011 e 2017 são os únicos anos que fogem à regra.

terça-feira 6 de março| Edição do dia

Das 31 estações do metrô inauguradas no governo tucano, 24 foram inauguradas em ano eleitoral. Em 2014, Alckmin, que disputava a reeleição do governo do estado, inaugurou as estações Fradique Coutinho (linha 4-Amarela), Vila Prudente e Oratório (linha 15-Prata) e Adolfo Pinheiro (linha 5-Lilás).

Ano passado foram inauguradas três novas estações da linha lilás que começou a ser construída em 1998 e tinha previsão de entrega em 2014. Porém ainda faltam seis estações para completar o trajeto planejado que liga o Capão Redondo até Chácara Klabin na zona sul de São Paulo.

Alckmin, possível candidato à presidência pelo PSDB, usa o metrô como vitrine de sua gestão, porém atrasos e denúncias de corrupção são práticas constantes nas obras de transporte em São Paulo e já é uma marca do governo tucano.

O ano de 2011 foi o primeiro ano fora de período eleitoral que estações foram inauguradas, as estações Luz, República, Pinheiros e Butantã, da linha 4 amarela, sendo que as duas primeiras já existiam na linha azul e vermelha.

Antes disso, todas as estações inauguraram em ano de eleição. Duas por Cláudio Lembo (que assumiu quando Alckmin se licenciou para disputar o Planalto) em 2006, seis por Alckmin, em 2002, e outras três pelo governador Mario Covas, que foi quem começou com essa prática de ligar as obras públicas com o ano eleitoral, inaugurando três novas estações em 1998.




Tópicos relacionados

PSDB   /    Política

Comentários

Comentar