DENÚNCIA

Bolsonaro autoriza empresários a darem calote de centenas de bilhões em dívidas com a União

Uma medida provisória escandalosa, feita para beneficiar os milionários e caloteiros. O valor do calote autorizado pela MP899/2019 será muito maior que corte na aposentadoria com a reforma da previdência, maior até mesmo do que o país paga anualmente em dívidas públicas.

quinta-feira 17 de outubro| Edição do dia

A Medida Provisória 899, editada no dia 16 de outubro de 2019 é um presente aos capitalistas. Ela permite um super-desconto de 50% do valor das dívidas com a União. É uma soma criminosa que pode alcançar R$ 923 bilhões só no que toca aos 4506 maiores devedores do país. Ou seja, ela pode ser ainda maior. Esse valor gigantesco é muito maior do que pretendem economizar em dez anos com a reforma da previdência que atacou todos os trabalhadores do país.

A MP 899 foi apresentada ontem por Paulo Guedes como uma maneira de aumentar a arrecadação. Em tese, ao oferecer um desconto de 50% na dívida, alguns empresários pagariam o que devem à União. Mas nada garante que irão pagar, na verdade esses empresários querem barganhar maiores descontos, um calote ainda maior.

A grande mídia noticiou a Medida Provisória no dia de ontem como um benefício aos pequenos-empresários já que a medida aumenta o benefício do desconto para 70% para esses. Porém não mostraram que o desconto de 50% atinge todos os milionários, bilionários e capitalistas mais caloteiros do país.

A medida provisória não faz nenhuma distinção de quem são os caloteiros, deixando claro que se aplica a toda dívida ativa da União.

Uma pesquisa no site da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional permite filtrar somente os capitalistas que devem mais de R$100milhões à União. São 4506! Desde empresas que faliram, a gigantes bem vivas como a Bradesco Seguros que deve R$145 milhões de reais. O somatório desses caloteiros milionários alcança R$1.846.277.602.754,62, com o desconto de 50% ganharam de brinde mais de 900 bilhões de reais!

Essa criminosa medida provisória escancara a absoluta falsidade do discurso de falsa de recursos com o qual realizaram a reforma da Previdência, entregam as riquezas do país com as privatizações e agora começam a planejar imensos ataques aos servidores públicos com a chamada “reforma administrativa”.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Capitalismo   /    Reforma da Previdência   /    Dívida pública

Comentários

Comentar