Mundo Operário

Atacando demitidos da LATAM e ajudando patrões: Bolsonaro veta saque do FGTS a trabalhadores do setor aéreo

Em meio a 2700 demissões e trabalho nas folgas na Latam, Bolsonaro veta dispositivo em MP que permitiria a aeronautas e aeroviários sacarem mensalmente recursos das suas contas vinculadas ao FGTS (Fundo Garantia do Tempo de Serviço)

quinta-feira 6 de agosto| Edição do dia

Ontem (05), o Presidente da República, Jair Bolsonaro, vetou dispositivo à MP aprovada pela câmara, que permitiria o saque, até o limite do saldo da conta do trabalhador, do FGTS. A MP tinha sido desenhada inicialmente para apoiar companhias aéreas e tinha esta pequena inclusão em relação aos trabalhadores, nem isto Bolsonaro deixou passar.

Como dissemos aqui, com esta nova onda de demissões, a Latam quer jogar a crise nas costas dos tripulantes. Este veto de Bolsonaro mostra que seu governo é diretamente anti-trabalhadores, deixando à própria sorte os trabalhadores aeronautas, que serão jogados na rua, onde muito provavelmente terão que recorrer a trabalhos precários para sobreviver. A medida de possibilidade de saque do FGTS para os demitidos não seria uma alternativa suficiente em si mesma, mas ajudaria a aliviar a situação destes trabalhadores na pandemia.

Por isso que nós do Esquerda Diário, um meio de imprensa de trabalhadores que tem o compromisso de apoiar e amplificar as lutas da classe trabalhadora, estaremos presentes e fazemos o chamado à população a apoiar manifestação de trabalhadores da LATAM que ocorrerá hoje, às 12hs, no aeroporto de Guarulhos, em frente ao Checkin E (Latam). Estaremos fazendo a cobertura e divulgando as demandas dos trabalhadores.

Nenhuma Demissão e retirada de direitos! Nenhuma família na rua!
Unificar todos trabalhadores contra os ataques dessas empresas bilionárias. Porque nossas vidas valem mais que o lucro deles!




Tópicos relacionados

LATAM   /    Abaixo as demissões na Latam!   /    Jair Bolsonaro   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar