Juventude

CRISE DO ESTADO - RJ

Alunos da Rede Estadual em Macaé pararam as escolas estaduais da cidade e ocuparam as ruas

sexta-feira 26 de fevereiro de 2016| Edição do dia

No manhã desta quinta-feira (25) alunos das escolas estaduais de Macaé no interior do Rio, paralisaram as aulas e fizeram uma manifestação em frente à Escola Estadual Irene Meirelles. O ato tinha como reivindicação a melhoria na estrutura dos colégios estaduais da cidade, que estão sem ventiladores e porteiros. E contava com a presença dos alunos de outras escolas como a Escola Matias Neto.

Contundo, não é somente a Rede Estadual de Educação que tem sofrido. Devido o cenário de crise por conta da crise com a Petrobras que tem afetado drasticamente as contas do município. A secretaria municipal de Educação contabilizou o cadastro de mais de 8,8 mil novos alunos, aumentando para 41 mil o número de crianças e adolescentes matriculados nas mais de 100 unidades de ensino de Macaé. Mesmo com a inauguração de duas novas escolas, no Parque Aeroporto e na Piracema, que abriram 440 vagas para estudantes da educação infantil, ainda se mostra insuficiente para a demanda da cidade.

Isto evidência como o direito á educação não é garantido pelo Estado. Que passa pela falta de escolas necessárias para o numero de alunos, mas também pela falta de condições mínimas para o funcionamento das instituições de ensino, que sofrem com falta de água, climatização, papel higiênico e pelas péssimas condições de trabalho e remuneração dos professores!




Tópicos relacionados

Crise no governo   /    Rio de Janeiro   /    Juventude

Comentários

Comentar