Sociedade

XENOFOBIA

5 brasileiros são denunciados por agredir imigrantes venezuelanos

Segundo o Ministério Público, os 5 homens expulsaram os venezuelanos do abrigo em que estavam e atearam fogo em seus pertences.

sexta-feira 27 de julho| Edição do dia

A denúncia de que cinco brasileiros, moradores de Macujaí - RO, expulsaram venezuelanos de um abrigo e atearam fogo nos pertences dos imigrantes foi apresentada pelo Ministério Público na última segunda, 23. Se condenados por xenofobia e incitação ao crime, a pena pode chegar a três anos e meio de retenção e pagamento de multa.

Em março desse ano, um grupo de cerca de 300 pessoas protestava em Macajaí pelo assassinato do brasileiro Eules Marinho, um dos mortos em um conflito com imigrantes. O outro era venezuelano.

Na ocasião, dois dos cinco que foram recentemente denunciados, agitavam palavras de ordem xenófobas contra os imigrantes. Os demais entraram em um abrigo onde moravam os venezuelanos, os expulsaram, e atearam fogo em seus pertences, além de cortar malas, colchões e documentos.

A Venezuela é um país que hoje passa por uma crise econômica mais profunda do que a que os trabalhadores e o povo pobre enfrentam no Brasil. Os imigrantes, na maioria das vezes, procuram lugares com melhores condições de vida e, mesmo quando conseguem chegar a outros países, encontram preconceito, violência, desemprego, descaso dos governos e dificuldades de permanecer no lugar em que escolhem viver.

Recentemente, mais de 40 crianças brasileiras foram separadas de suas famílias e enjauladas nos EUA, devido à política xenófoba de Donald Trump. Ainda hoje, 2 mil crianças estão nessas condições, sendo 20 brasileiras.

A crise migratória é uma consequência da decadência capitalista e, em nome de sustentar essa barbárie, a saída que os governos querem dar é uma resposta racista e xenófoba, que merece total repúdio.




Tópicos relacionados

Xenofobia   /    Venezuela   /    Sociedade   /    Racismo

Comentários

Comentar