Política

SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR

Secretário de comércio exterior demitido não tinha qualificação e virará assessor do PSL

Depois de demitido, Alecxandro Pinho Carreiro que não fala inglês e não tem experiência em comércio exterior, ganha de consolação o cargo de assessor do PSL no Senado.

sexta-feira 11 de janeiro| Edição do dia

Imagem: Reprodução/ Revista Época

O Presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), Alecxandro Pinho Carreiro foi demitido do cargo com uma semana de trabalho, pois não é fluente em inglês e não tem experiência alguma no setor público na área de comércio exterior. Para que ele continuasse no cargo o estatuto deveria ser alterado atendendo a essas demandas profissionais, mas o que de fato chama a atenção não é seu despreparo ou o currículo incompatível com as demandas de uma chefe de órgão de comércio exterior, e sim sua nomeação.

Bolsonaro escolhe a dedo os que compõem os principais cargos de seu governo e seus ministérios, a lista varia entre denunciados na lava-jato, o “amigo particular”, militares reacionários, golpistas de todas as espécies, etc. Sempre com a desculpa e com discurso mentiroso de que está indicando a esses cargos pessoas altamente competentes e, é claro, administradores técnicos de moral e carreira inquestionáveis. Parece que desta vez a mentira durou apenas uma semana, e veio à tona a maneira pela qual decide quem irá compor seu governo de ajustes profundos contra os trabalhadores.

No terreno da política para Bolsonaro o que está em jogo são antes seus interesses pessoais e políticos do que os interesses dos trabalhadores, isso fica claro não apenas com a nomeação de um empresário como Alecxandro Carreiro que nem ao menos tinha a qualificação adequada (regida em estatuto) para o cargo que ganhou de mãos beijadas do Presidente.

Esta política nojenta de benefícios e regalias para amigos, militares e empresários se escancara ainda mais quando sabemos que o mesmo Alecxandro Carreiro também foi a liderança do Partido Social Liberal (PSL) na câmara dos deputados. Ganhou a Presidência da Apex por compartilhar os mesmo interesses políticos que Bolsonaro e não por sua formação profissional e conhecimento na área do comércio exterior e mesmo perdendo o cargo de presidente ele não sairá de mãos abanando, o clã Bolsonaro dará a ele o cargo de assessor do PSL no Senado




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Bolsonaro   /    Governo Federal   /    Política

Comentários

Comentar