Ideias de Esquerda

Revista Ideias de Esquerda 3: Revolução Russa está nas bancas de diversos estados do país

A revista Ideias de Esquerda 3 traz um dossiê especial sobre a Revolução Russa, que aborda aspectos estratégicos da maior revolução socialista da história em notas inéditas, e traz entrevistas com Tariq Ali, Michael Löwy e Tamás Krausz já está disponível. A revista pode ser adquirida online, ou nas bancas de São Paulo em pontos centrais como a Av.Paulista, e nas cidades do Rio de Janeiro e Niteroi.

terça-feira 14 de novembro| Edição do dia

A terceira edição da revista Ideias de Esquerda reflete a importância da Revolução Russa por ter sido responsável por demonstrar que o capitalismo não é a única possibilidade de organização econômica, política e social. Que uma nova sociedade poderia ser construída, em base ao fim da exploração e da opressão do homem pelo homem. O contraste entre a ampla perspectiva aberta por ela em seus anos iniciais, e os enormes retrocessos do período stalinista da URSS, não devem servir para negar sua grandiosidade, mas exigem uma análise aprofundada, que não virá daqueles comprometidos com a preservação da ordem capitalista atual. Essa lição é hoje cada vez mais importante, tendo em vista a situação de ataques e crises que o capitalismo impõe aos trabalhadores e aos setores oprimidos. Para retomá-las diversos aspectos que envolvem as lições vivas da Revolução Russa são retomados nos artigos, como a relação entre partido e soviete, a degeneração stalinista e o combate de Trotsky, os avanços da Revolução Russa nos campos das ciências, artes e Educação, e sua relação com a luta pela emancipação das mulheres.

E como parte do debate acerca do rico legado daquela revolução, esta edição de Ideias de Esquerda traz entrevistas inéditas com alguns dos mais importantes intelectuais críticos da atualidade. Tariq Ali, cineasta, historiador e ativista paquistanês debate a importância do legado da Revolução Russa e um balanço sobre alguns fenômenos da luta de classes atuais, como a primavera árabe. Michael Löwy, sociólogo e docente da École des Hautes Études na França, analisou a importância do resgate da auto-organização nas experiências revolucionárias e particularmente na Rússia, mas também tratando da atualidade, analisando a crise econômica e a crise das democracias sobretudo na Europa, EUA e o caso latino-americano. Tamás Krausz, historiador húngaro, comenta em entrevista a atualidade do pensamento de Lenin e seu livro dedicado a isso, elaborado ao longo de quatro décadas, - lançado neste mês de setembro no Brasil pela editora Boitempo. Wendy Goldman, historiadora norte-americana responsável por retomar as conquistas das mulheres em meio à Revolução Russa, expõe a atualidade dessa discussão hoje, num contexto em que buscam impor às mulheres a negação de direitos democráticos elementares, como o que ocorre hoje em nosso país.

Siga no Esquerda Diário a programação das atividades de apresentação da revista Ideias de Esquerda, e adquira a sua.




Tópicos relacionados

Ideias de Esquerda   /    ideologia   /    100 anos da Revolução Russa   /    Revolução Russa   /    Esquerda

Comentários

Comentar