Política

DIREITA

Pequeninos, começam os atos da direita pelo país

Começam pequenas as manifestações da direita. Acompanhe a cobertura do Esquerda Diário.

domingo 31 de julho de 2016| Edição do dia

Atualizado às 21:48

O Esquerda Diário está cobrindo as manifestações dos grupos de direita favoráveis ao impeachment e a Sérgio Moro e o judiciário, que, como denunciamos, está se enriquecendo com a operação Lava Jato. Como sempre há em todas manifestações da direita setores que pedem intervenção militar, como pudemos constatar em Campinas. No Rio de Janeiro a Globo News destaca o canto de “nossa bandeira jamais será vermelha” em sua cobertura dos minúsculos atos que estão acontecendo no país, apesar da convocação de “gigantes” da internet como o Revoltados Online e Vem pra Rua.

Ainda não há números divulgados nem pela PM paulista nem pelos organizadores dos presentes na manifestação na capital paulista. Mas pelas imagens que estão sendo divulgadas trata-se da menor manifestação dos setores que apoiam o golpe em vários meses.

A direita que convoca os setores de classe média acomodada a tomar a Avenida Paulista está dividida frente as manifestações de hoje. O MBL, grupo que se dizia “apartidário” e está lançando candidatos pelo DEM e PSC de Bolsonaro não convoca as manifestações. Elas são chamadas pelo “Vem pra rua” e pelo grupo direitista “Revoltados Online” do qual faz parte estuprador confesso Alexandre Frota. Este grupo, junto a um lobby de ricos bispos evangélicos são os principais defensores do reacionário “Escola Sem Partido”.

Durante o dia publicaremos atualizações sobre estas manifestações, sobretudo dando conta do que se expressará na Avenida Paulista, onde a direita tem conseguido organizar suas maiores manifestações debaixo dos patos da FIESP.

No Rio deu praia, não público para Bolsonaro

Uma equipe do Esquerda Diário esteve presente na manifestação que se reuniu no Posto 5 de Copacabana, mesmo ponto onde está instalada estrutura para as Olimpíadas que ficou parcialmente destruída com a ressaca de ontem à noite. Hoje, com sol milhares de cariocas foram à praia, passear, fazer um esporte. Junto a um bom número de turistas e esportistas, a manifestação da direita como costuma acontecer no Rio foi bem pequena. Veja post abaixo do correspondente nessa manifestação e um álbum de fotos.

Na mesma manifestação, como costuma acontecer, a Polícia Federal leva seus agentes para coletar assinaturas em seu público seleto. Esta força repressiva quer autonomia. Não ser controlada por ninguém. Ali, suas ideias são aceitas com entusiasmo.

Campinas, menos de mil participantes reúnem-se iniciando sua manifestação no Habbib’s

Não se sabe se como parte de uma peça publicitária ou como piada pronta, a manifestação do Vem Pra Rua na importante cidade do interior paulista, iniciou em um Habbib’s. A rede de lanchonetes conhecida por diversos abusos às leis do trabalho tem patrocinado os atos e tentado associar suas esfihas ao cardápio da classe média coxinha.

Nesta cidade os organizadores faltaram nas aulas de matemática e divulgaram uma presença de 6mil pessoas. A PM paulista de Alckmin conhecida por inflar os números de manifestações de direita estimou em somente 600 os presentes. Um correspondente do Esquerda Diário esteve no ato e filmou o agradecimento dos manifestantes a PM, uma das mais assassinas no mundo. Pode-se ver este momento no vídeo abaixo.

Em Recife os organizadores da direita falam em 30 mil presentes, a foto abaixo do Jornal do Comércio daquela cidade dispensa maiores comentários

Brasília 5mil presentes segundo PM, manifestações “de carrão” pelo país à fora

O Revoltados Online reclamava nas redes sociais hoje de manhã como a manifestação estava sendo boicotada pela greve de trabalhadores do Metrô (em luta por seus direitos, mas ao grupo de Frota, pouco importa). Qualquer observador, minimamente isento sabe que as manifestações da direita em Brasília não costumam ter uma grande afluência de presentes que se locomovem às mesmas usando o transporte público. Pelo contrário, quanto maior a manifestação da direita, maior o caos no trânsito na capital federal.

Em algumas cidades do país, sem receio de mostrar o elitismo de sua “manifestação”, a direita escolheu realizar carreatas. Este foi o caso de Ilhéus na Bahia, publicamos abaixo a foto do portal G1 da demonstração de forças motorizada que nem trânsito causou.

em São José dos Campos, a manifestação reuniu por volta de 300 pessoas e circulou nas redondezas da tradicional Praça Afonso Pena. Os poucos trabalhadores que presenciaram o ato o rechaçaram.

Até o fim da tarde, as PMs calculavam em 39mil pessoas os presentes nas manifestações da direita. Já os organizadores divulgam inflacionados 95mil em todo país e ainda não há números divulgados da manifestação na capital paulista, mas visivelmente são os menores atos organizados pela direita nos últimos meses. Em outras capitais, como Porto Alegre, também foram pequenas não alcançado sequer 5mil pessoas nos números dos próprios organizadores.




Tópicos relacionados

Impeachment   /    Política

Comentários

Comentar