Gênero e sexualidade

LGBTFOBIA DO GOVERNO BOLSONARO

Ministro da Educação destila sua LGBTfobia

Em entrevista ao Estadão, o ministro e pastor mostrou seu ódio às pessoas LGBTs, utilizando termos preconceituosos, e querendo controlar seus corpos.

quinta-feira 24 de setembro| Edição do dia

(Foto: Reprodução/TV Globo)

Milton Ribeiro disse que o “adolescente que opta por andar no caminho do homossexualismo” vêm de famílias desajustadas. Há que se lembrar, antes de tudo, que o termo homossexualismo implica que a homossexualidade é uma doença. Indo mais além, o ministro disse que isto se dá por “falta de atenção do pai, falta de atenção da mãe.”

Neste sentido, diz ver “meninos de 12, 13 anos optando por ser gay que nunca estiveram com uma mulher de fato, com um homem de fato”. Se dizendo também contra a educação sexual nas escolas, pois causaria a erotização de crianças, disse que não concorda com a opção de adultos de serem homossexuais. Como se não fosse suficiente, afirmou que professores transgêneros não podem incentivar os alunos a “andarem por esse caminho.”

Perante todos esses absurdos ditos pelo Ministro da Educação, Letícia Parks, da Bancada Revolucionária de Trabalhadores, se pronunciou repudiando essas declarações.




Tópicos relacionados

Milton Ribeiro   /    Governo Bolsonaro   /    MEC   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar