Internacional

ARGENTINA

Macri se inspira em Trump e assina decreto contra imigrantes

segunda-feira 30 de janeiro| Edição do dia

Inspirado nos ataques contra imigrantes do novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o presidente argentino Mauricio Macri assinou um decreto que aumenta as restrições para a entrada de estrangeiros no país.

O decreto de Macri contempla alterações na Lei de Migração argentina, colocando especial ênfase no aumento das restrições a países com alto índice de migração e com forte narcotráfico como México, Bolivia e Paraguai, e também coloca restrições à pessoas que possuam antecedentes penais. Também será reforçado o contingente policial nas fronteiras argentinas e será aumentado o orçamento para a melhora da infraestrutura nos locais de entrada ao país.

Outra medida contemplada no decreto é a agilização e simplificação do processo para a deportação de imigrantes que sejam considerados ilegais dentro de território argentino.

A medida tomada por Macri toma uma linha política claramente protecionista e hostil aos povos mais empobrecidos da América do Sul, como Paraguai, Bolívia e Peru. São justamente os países que apresentam mais imigrantes em território argentino. A medida, se inspirando na política anti imigrante de Trump, pretende colocar a responsabilidade da crise na Argentina nos imigrantes, que entram no país em busca de melhores oportunidades e que aceitam trabalhos pesados em troca de salários baixíssimos. A medida busca criar condições para explorar ainda mais os setores de imigrantes que continuem em território argentino para garantir mais altos lucros para os empresários aliados de Macri.




Tópicos relacionados

Mauricio Macri   /    Imigração   /    Internacional

Comentários

Comentar